PUBLICIDADE

Governadores enviam carta ao Congresso e defendem auxílio emergencial de R$ 600

Portal de Notícias do Governo de MS em 24 de Março de 2021

Chico Ribeiro/Governo do Estado

Governador de MS, Reinaldo Azambuja

Dezesseis governadores, entre eles o de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, enviaram uma carta aos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, defendendo o retorno do auxílio emergencial no valor de R$ 600.

No texto assinado nesta quarta-feira (24), os representantes dos estados pedem que o Congresso Nacional disponibilize os recursos necessários para o auxílio emergencial em níveis que superem os valores anunciados de R$ 150, R$ 250 e R$ 375.

Eles também querem que o benefício seja pago neste ano com os mesmos critérios utilizados em 2020. O pedido faz parte da “Campanha Renda Básica que Queremos”, que visa garantir a segurança de renda à população no momento intenso da pandemia de covid-19 no Brasil, com cenário dramático de quase 300 mil vidas perdidas.

“Diariamente, vemos recorde de mortes, lotação de leitos hospitalares, ameaça de falta de medicamentos e esgotamento das equipes de saúde”, destaca um trecho do documento.

“Agir contra esse cenário requer medidas sanitárias e garantia de uma renda emergencial. Somente com essas medidas seremos capazes de evitar o avanço da morte. Por isso, entendemos que a redução dos valores do auxílio emergencial é inadequada para a eficácia da proteção da população. Enquanto a vacinação não acontecer em massa, precisamos garantir renda para a população mais vulnerável”, revela outra parte da carta.

Além de Reinaldo Azambuja, assinaram o pedido os governadores de Alagoas, Renan Filho; Amapá, Waldez Góes; Bahia, Rui Costa; Ceará, Camilo Santana; Espírito Santo, Renato Casagrande; Maranhão, Flávio Dino; Pará, Helder Barbalho; Paraíba, João Azevêdo; Paraná, Ratinho Junior; Pernambuco, Paulo Câmara; Piauí, Wellington Dias; Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra; Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; São Paulo, João Dória; e Sergipe, Belivaldo Chagas.

Comentários:

Mariano David Soares: ATENÇÃO/COVID-19 VARIANTES Nos transcorrer das minhas caminhadas, no calçadao do aeroporto, mais de 30% das pessoas que encontro, não fazem uso da máscara. Existe uma Lei que todos nós, precisamos policiar uns aos outros. E essa Lei não está sendo cumprida. Ou esta Lei não existe? Estou perguntando às autoridades. Eu já observei que moças bonitas, não gostam de usar máscaras, só para poder exibir sua beleza e sua maquiagem. O vírus não está pegando só idoso, quaisquer idade. Até bebês. Precisamos ajudar o Governo, senão Ele não vai conseguir. As vacinas já estão beneficiando as pessoas na faixa de 67 anos. Tenha paciência, a tua vez vai chegar! Temos fé em Deus, que está no controle. Mas temos que fazer nossa parte: obrigatório uso de máscara, álcool em gel, e dentro do possível, mantermos o distanciamento. As coisas estão indo de mal a pior. Já tem reporter dizendo até, que está faltando obra prima para fazer caixão. Está faltando leitos de UTI. Outro dia vimos uma coisa terrível. Por falta de coveiro, as filhas e filhos, tiveram que cavar a cova, para sepultar sua mãe. Os jovens mais precisam se protegerem. Eu sei que vocês, não vão querer ver, seus idosos, seus entes queridos, serem sepultados em valas comuns. Pensem nisso.

PUBLICIDADE