PUBLICIDADE

Corumbá vai às urnas tentando reduzir abstenção; índices superam 24% de ausência

Rosana Nunes em 14 de Novembro de 2020

Além da escolha de prefeito, vice-prefeito e vereadores, os 70.238 eleitores de Corumbá vão às urnas neste domingo, 15 de novembro, com o desafio de reduzir o índice de abstenção, que nas últimas três eleições ficou muito próximo a um quarto do eleitorado apto a votar.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS), em 2016, última eleição municipal realizada, a abstenção registrada em Corumbá foi de 24,01% do universo eleitoral local. Deixaram de votar 16.940 eleitores.

Com total de 70.547 pessoas aptas a votar em 2016, o comparecimento às urnas foi de 53.607 eleitores, o que correspondeu a 75,99% do eleitorado.

As médias de abstenção nas duas últimas eleições gerais - quando se elege presidente, senadores, governadores e deputados - também foram acima da casa dos 24 por cento dos eleitores.

Em 2018, esse índice chegou a 24,75% de abstenção em Corumbá. Naquele ano, 17.151 pessoas deixaram de exercer o voto obrigatório. O maior índice dos últimos seis anos. O comparecimento foi de 75,25%, com 52.151 eleitores votando. Estavam aptos a participar do processo 69.302 pessoas.

Na eleição de 2014, Corumbá tinha 70.026 eleitores aptos. A abstenção foi de 24,65%, ou 17.259 pessoas. O comparecimento alcançou 75,35%, com 57.767 votantes.

Maior comparecimento

O TRE/MS mostra que o maior comparecimento percentual foi na eleição municipal de 2012. Foram às urnas 54.058 eleitores (78,44%). A abstenção ficou em 21,54%, marca que significou 14.853 pessoas ausentes ao processo eleitoral. O eleitorado à época era de 68.911 votantes.

PUBLICIDADE