PUBLICIDADE

Barco era para pescaria e turismo ecológico de cerca de 50 sócios, diz um dos proprietários do Carcará

Leonardo Cabral em 16 de Outubro de 2021

Reprodução

Associação de amigos é dona do Carcará; a maioria é de Rio Verde de Goiás (foto do barco navegando antes do naufrágio)

O barco de esporte e recreio Carcará, que naufragou durante chuva e ventos com rajadas de 64 km/h,  no rio Paraguai, em Corumbá, na tarde de sexta-feira (15), pertence a uma associação chamada "Amigos do Rio", boa parte deles, moradores da cidade de Rio Verde de Goiás. Foi o que revelou ao Diário Corumbaense, um dos sócios, Antônio Pimenta.

Ele veio para Corumbá e contou à reportagem que a embarcação tem cerca de 25 anos operando na cidade. "Somos em torno de 50 sócios, a maior parte é de Rio Verde de Goiás. A embarcação era para pesca e turismo ecológico, nunca foi barco-hotel. É de uma associação de amigos, devidamente registrada na Prefeitura e Marinha, como barco de recreio e lazer”, falou Antônio.

O sócio ainda falou sobre o comandante da embarcação, Vitor Celestino Francelino, de 64 anos, que morreu no naufrágio. “O Vitor era o comandante do barco e trabalhava com a gente há cerca de 20 anos. Vim para dar apoio às famílias das vítimas, assumir as responsabilidades junto à Marinha e retirar a embarcação do rio" contou a este Diário.

A retirada, reforçou Antônio Pimenta, é de responsabilidade da própria Associação. "O barco representa perigo à navegação, mas a área está sinalizada. Temos um prazo para ver se retiramos para a margem do rio ou rebocar para a Marinha. O problema é que Corumbá está muito ruim de logística, para fazer esse trabalho, mas já estou atrás para contratar alguma empresa e retirarmos o barco", esclareceu. 

A embarcação naufragou a cerca de 5 quilômetros da área urbana de Corumbá. Com a chuva e ventos de até 64 km/h, o Carcará naufragou. 21 pessoas estavam no barco, quatorze foram resgatadas pouco depois do acidente e seis corpos já foram encontrados. Até o começo da noite, faltava localizar um desaparecido. 

PUBLICIDADE