PUBLICIDADE

Boletim municipal registra 165 casos positivos de coronavírus e 78 recuperados

Leonardo Cabral em 18 de Junho de 2020

Reprodução

Corumbá somou mais quatro casos, chegando a 165, com 78 recuperados

Corumbá tem 78 pacientes recuperados do novo coronavírus, 47,27% dos testados positivos, conforme o último boletim epidemiológico, divulgado na noite de quarta-feira, 17 de junho, pela Secretaria Municipal de Saúde. O levantamento ainda informa que a cidade tem 165 casos de Covid-19, quatro a mais em relação ao boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde, de ontem, que apontava 161 casos. 

Do total de pessoas infectadas, 46,67% estão em isolamento domiciliar e 4,85% estão internados, ou seja, oito pessoas. O diretor técnico da Santa Casa e responsável pelas internações de covid-19, médico Manoel João de Oliveira, disse ao Diário Corumbaense, que hoje cinco pacientes estão internados no CTI, três apresentam melhora no quadro de saúde e devem ter alta esta semana. 

O boletim epidemiológico municipal informa que dos leitos do SB4 - do CTI exclusivo para internações de pacientes com covid-19, na Santa Casa, cinco estão ocupados (50%) e cinco disponíveis (50%). Já os leitos clínicos no SB3 - onde ficam os pacientes com casos suspeitos, moderados e confirmados, seis estão ocupados (60%) e quatro disponíveis (40%).

Com os 165 casos positivos confirmados, 103 são homens (62%) e 62 são mulheres (38%). As pessoas diagnosticadas com a doença, na faixa etária dos 31 aos 40 anos, lideram o número de testados positivos e representam (33%), sendo 21% homens e 13% mulheres. Logo depois, são os que estão entre os 41 e 50 anos (25%), 15% homens e 10% mulheres. Os que têm idades entre 51 e 60 anos somam 16% do total de infectados. 

Até agora, 2.811 casos suspeitos foram notificados em Corumbá, destes 2.630 foram descartados. 16 notificações suspeitas aguardam resultado de exame laboratorial. Duas pessoas morreram em consequência da  covid-19 na cidade. 

Porém, outras três pessoas, dois brasileiros e um boliviano, também perderam a vida para doença, mas os óbitos foram contabilizados para a Bolívia, País onde viviam. De acordo com as normas instituídas pelo Ministério da Saúde, os casos positivos e os óbitos são contabilizados para o município de residência, independente da nacionalidade.

Confira aqui os dados do boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde. 

PUBLICIDADE