PUBLICIDADE

Bombeiros fazem sobrevoo em área atingida por incêndios no Pantanal

Campo Grande News em 28 de Outubro de 2019

Equipe do Corpo de Bombeiros faz sobrevoo na região de Corumbá para avaliar a dimensão do incêndio que ontem chegou a interditar a passagem na Estrada Parque, na BR-262. O município já registrou 897 focos este mês e acumula 4,7 mil este ano, liderando o ranking nacional nos dois quesitos.

Segundo assessoria do Corpo de Bombeiros, o avião foi cedido pela Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão) para sobrevoo que começou por volta das 10h. Na área da Estrada Parque, estão sendo verificados o Passo do Lontra e Buraco das Piranhas.

O coronel Waldemir Moreira Junior, chefe do centro de proteção ambiental do Corpo de Bombeiros, disse que o avião está sendo usado para reconhecimento da área e avaliar quais outras ações de combate a incêndio serão necessárias. Desde que o fogo foi registrado, bombeiros de Aquidauana, mais próximos da região, já foram deslocados. Além deles, as equipes de Corumbá também foram acionadas.

Segundo o coronel, o governo de Mato Grosso irá ceder uma aeronave de combate a incêndios, fabricada pela empresa americana Air Tractor. O combustível deve ser pago por um dos produtores rurais com área atingida pelas chamas. A aeronave está em exposição em Campo Grande por conta do Wildfire 2019, a 7ª Conferência Internacional sobre Incêndios Florestais, que teve abertura esta manhã, no Rubens Gil de Camillo.

O superintendente do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Luiz Carlos Marchetti explicou que 15 brigadistas foram para as áreas e, até o início da tarde, mais 15 serão deslocados. Caso a avaliação aérea seja de gravidade, outras equipes serão enviadas.

O incêndio começou no domingo (27), interditando a Estrada Parque, entre Corumbá e Miranda. Hoje de manhã, o tráfego foi liberado, porém, a situação ainda não é considerada sob controle.

Segundo o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), Mato Grosso do Sul acumula 9,1 mil focos de incêndios este ano, destes, 4.779 em Corumbá, liderando o ranking nacional neste quesito.

Em setembro, os incêndios causaram alarme pela intensidade, atingindo áreas de importância turística e ecológica, como a Reserva Ecológica Caiman, em Miranda.

De sexta a domingo, foram 510 focos de incêndios no Estado. Somente no domingo, 199 registrados, o pior do mês de outubro. Deste total, 119 somente em Corumbá.

PUBLICIDADE