PUBLICIDADE

Estado reforça parceria e também decreta situação de emergência em Corumbá e Ladário

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 28 de Julho de 2020

Gisele Ribeiro/PMC

Reunião no final da manhã no gabinete do prefeito Marcelo Iunes (à direita)

A Prefeitura de Corumbá e Governo do Estado reforçaram a parceria no combate aos focos de queimada no Pantanal. A união entre estas duas esferas governamentais viabilizou a mobilização do Governo Federal que destinou efetivo e equipamentos – inclusive aviões e helicópteros – para ações de controle aos focos de incêndios florestais.

No final da manhã de hoje, 28 de julho, o prefeito Marcelo Iunes se reuniu, no gabinete, com os secretários estaduais Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica) e Jaime Verruck (Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Também participaram do encontro o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar/MS, coronel Joilson Alves do Amaral, e o superintendente do Ibama no estado, coronel Luiz Carlos Marchetti. O secretário Municipal de Governo, Cássio Augusto da Costa Marques, e a diretora-presidente da Fundação do Meio Ambiente do Pantanal, Ana Cláudia Boabaid, acompanharam o encontro.

“No que a Prefeitura de Corumbá tiver condições de ajudar, vamos fazer. Em nome da população corumbaense agradeço ao Governo do Estado, ao governador Reinaldo Azambuja pelo apoio. Corumbá precisava dessa ajuda, que felizmente chegou. A fumaça prejudica a saúde da nossa população. Estamos à disposição”, disse o prefeito Marcelo Iunes.

Secretário de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, afirmou ao prefeito que o Governo do Estado “está à disposição” do Município e comprometido com o objetivo do controlar os focos de queimada na cidade, que também afetam Ladário – município vizinho.

Por sua vez, o secretário de Meio Ambiente, Jaime Verruck, informou ao prefeito que o Governo do Estado prepara processo de compra de um avião com capacidade de armazenar 3 mil litros de água. Assim, o Estado manterá uma aeronave para pronto emprego no combate às queimadas.

Verruck disse também que o governador Reinaldo Azambuja declarou nesta terça, dia 28, situação de emergência por 180 dias em partes das áreas rurais de Corumbá e Ladário. O novo decreto facilita o apoio do governo federal e soma-se ao de situação de emergência no Pantanal, publicado na sexta-feira, 24 de julho. “Essa ação integrada, junto com os decretos, é fundamental para que a gente possa ter ações e solicitarmos apoio do Governo Federal”, afirmou.

De acordo com o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, a instituição tem recursos – liberados pelo Governo Federal – para aquisição de veículos e equipamentos específicos para combater incêndios florestais. Também prepara a formação de 240 bombeiros especialistas na atuação contra queimadas.

Total de focos e força-tarefa

Imagens de satélite revelam que, neste mês, Mato Grosso do Sul teve 9.530 focos de calor, 7.598 deles em Corumbá. Na segunda-feira, dia 27, e nesta terça-feira, 28 de julho, já são 394 focos – 320 no município pantaneiro.

Uma força-tarefa está empenhada em conter o avanço do fogo, por meio de apoio aéreo e das forças de socorro locais. Um reforço no combate às chamas foi a chegada do Hércules C-130 da FAB (Força Aérea Brasileira), que desde segunda-feira, dia 27, está auxiliando no trabalho de bombeiros e brigadistas. Abastecido com 12 mil litros de água, ele opera a partir de Campo Grande por conta do tamanho da pista.

Helicópteros da Aeronáutica e da Marinha também dão o apoio no combate aos focos de calor e permitem uma maior aproximação por terra dos bombeiros militares e brigadistas. Cerca de 50 militares do Corpo de Bombeiros trabalham na operação, com o apoio de oito veículos terrestres da corporação. A maior dificuldade está no deslocamento até os focos porque os terrenos são acidentados, de difícil acesso.

Foram mobilizados para a Operação Pantanal II, bombeiros de Corumbá, Jardim, Aquidauana, Maracaju, Ponta Porã e Campo Grande, além de 18 brigadistas do Prevfogo, do Ibama. Com informações do Portal do Governo de Mato Grosso do Sul.

PUBLICIDADE