PUBLICIDADE

Toque de recolher completa uma semana em Corumbá; ações municipais prosseguem

Leonardo Cabral em 28 de Março de 2020

Divulgação/Fiscalização de Posturas

Ruas do Centro ficam vazias a partir das 20h, quando inicia-se o toque de recolher

Neste domingo, 29 de março, completa uma semana do toque de recolher em Corumbá. A medida, adotada em municípios brasileiros e alguns países, teve início no último dia 22, na região pantaneira, incluindo Ladário também, para combater a propagação do novo coronavírus.

De acordo com Luciano Cruz Souza, chefe da Coordenadoria de Fiscalização de Posturas de Corumbá, o  decreto municipal vem sendo cumprido por boa parte dos corumbaenses. Primeiro houve período de adaptação e orientações

Ele cita o exemplo da noite de sexta-feira (27), quando o fluxo de pessoas, em dias considerados normais, é muito grande nas ruas de Corumbá. “Na noite dessa última sexta-feira e na madrugada de sábado, percebemos o entendimento da população diante do que Corumbá e também outras cidades estão fazendo para conter o vírus. As pessoas têm cumprindo a lei e ficado nas suas casas”, ressaltou.

Durante essa semana, algumas ocorrências policiais foram registradas em relação a pessoas que estavam descumprindo o decreto, porém, nada de situação mais grave. 

Divulgação

Em praças, movimento também é "zero"

“O que está estabelecido é que os bares podem atender até às 14h. Já aqueles comércios de gêneros alimentícios, em todos os bairros da cidade, podem estender o atendimento até às 19h30, porém, é relevante ressaltar que esse atendimento deve ser feito de maneira individual, tendo controle na entrada e saída dos consumidores ou até mesmo por meio de grandes frontais colocadas na frente desses estabelecimentos”, explicou Luciano lembrando que “ainda segue proibido qualquer tipo de aglomeração em nossa cidade”. 

toque de recolher tem início todas as noites, por tempo indeterminado, das 20h às 04h. Ficam excepcionados do cumprimento da medida, os órgãos de segurança pública, organizações militares, empresas de segurança privada formalmente autorizadas a funcionar, o transporte público coletivo municipal e o transporte coletivo de trabalhadores dentro do perímetro territorial de Corumbá.

Quem não cumprir o toque de recolher vai sofrer punição. “Cabe multa, podendo acarretar em outros desdobramentos administrativos, além do encaminhamento para a delegacia de polícia por desobediência”, afirmou Luciano Cruz.

O que diz o decreto:

Desde segunda-feira, 23 de março, estão suspensos os eventos de qualquer natureza que impliquem em aglomeração de pessoas enquanto durarem as regras previstas pelos órgãos de Saúde no combate à pandemia do novo coronavírus, conforme determina o Decreto Municipal nº 2.271/2020, assinado pelo prefeito Marcelo Iunes e o secretário de Saúde, Rogério Leite.

Segundo o decreto, a vedação de eventos com aglomeração se estende para estabelecimentos privados, comerciais já licenciados, inclusive missas e cultos religiosos, academias de ginástica e demais práticas esportivas, museus, bibliotecas e centros culturais.

Acrescenta que ficam terminantemente suspensas as visitas em praças públicas e de práticas esportivas, parques públicos e privados, clubes de recreação e áreas de lazer, quadras esportivas e campos de futebol, bem como também o Porto Geral e banho na Prainha.

Divulgação

Área portuária também não registra circulação de pessoas

O Município acatou sugestões do Sindicato do Comércio Varejista e Associação Comercial e Industrial de Corumbá e definiu que o horário de funcionamento do comércio é das 08h até as 14h, e o serviço de entrega domiciliar de alimentos e mercadorias devidamente identificados (delivery),  poderão funcionar dentro do período do toque de recolher até 22h. Já as padarias e confeitarias, estão autorizadas a funcionar a partir das 06h até às 19h30.

Corumbá ainda não tem casos positivos da Covid-19. Cinco casos suspeitos foram descartados. Porém, conforme o novo protocolo adotado pelo Ministério da Saúde todos os pacientes internados com Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG serão testados para a Covid-19.

Barreira sanitária

Todas as pessoas que retornarem de viagem, até mesmo de Campo Grande, deverão permanecer em isolamento domiciliar por 7 (sete) dias, mesmo que não apresentem qualquer sintoma relacionado à Covid-19. Barreira Sanitária segue 24h por dia com equipes da Agetrat e da Vigilância Sanitária no posto de fiscalização Lampião Aceso realizando a triagem dos viajantes. 

Quem apresentar sintomas leves como coriza e tosse, permaneça em casa, mas se houver febre persistente, e falta de ar, deve procurar a rede de atendimento.

PUBLICIDADE