PUBLICIDADE

Nossa gente, nossa história: “Pedrinho” relembra trajetória de farmácia e se orgulha de quase meio século de atendimento

Leonardo Cabral em 21 de Setembro de 2021

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Aos 79 anos, "Pedrinho" já não tem o ritmo de intenso trabalho, mas volta para atrás do balcão se for preciso

Para celebrar os 243 anos de Corumbá, que é comemorado nesta terça-feira, 21 de setembro, o Diário Corumbaense preparou entrevistas, que serão exibidas durante a semana, para contar a trajetória de alguns estabelecimentos comerciais instalados na cidade há anos e que ajudam não só na economia, mas também a construir novos capítulos na história da cidade pantaneira. Fomos a cinco pontos comerciais e os proprietários relembraram o começo da caminhada, recordando como Corumbá cresceu e se tornou uma das cidades mais importantes de Mato Grosso do Sul.

Com quase meio século de vida, o segundo estabelecimento comercial apresentado em “Nossa gente, nossa história”, é a Drogaria Palmeira. Desde 1972, uma das farmácias mais conhecidas da região está aberta desde que surgiu nas mãos de Pedro Arbeus Mota, mais conhecido como “Pedrinho”, de 79 anos. Ele teve a ajuda de um amigo que também era proprietário de uma farmácia e aí veio a Drogaria Palmeira.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Marcelo é farmacêutico e hoje está à frente da Drogaria Palmeira

O nome, é em homenagem à esposa de “Pedrinho”. Ele relembrou um pouco da trajetória e se orgulha de ter segmento no negócio que sempre foi o sustento da família, pois o filho, Marcelo Palmeira Mota, farmacêutico por formação, é quem hoje está à frente da Drogaria Palmeira, que tem em seu diferencial o atendimento,  herdado do pai, que sempre foi atencioso com seus clientes. Marcelo também segue a mesma maneira de trabalho, mantendo contato com quem precisa de uma “mão”, para qualquer tipo de atendimento ou até mesmo medicamentos que o paciente precisa. "Pedrinho" ainda diz que hoje acompanha o trabalho apenas, pois prefere descansar, mas se for preciso, volta para atrás do balcão: “é um orgulho ver a drogaria em funcionamento e espero que ela permaneça sempre”, falou. Veja o vídeo.

Imagens: Anderson Gallo / Edição: Leonardo Amaral

 

PUBLICIDADE