PUBLICIDADE

Peru surpreende, vence Chile e faz a final da Copa América com Brasil

Agência Brasil em 04 de Julho de 2019

Diego Vara/Reuters

Peru chega a uma final de Copa América após de 44 anos

A seleção do Peru venceu ontem à noite a equipe do Chile por 3 a 0 e disputará a decisão da Copa América com o Brasil no próximo domingo no estádio do Maracanã. Esta será uma final inédita da competição.

Com a classificação, o Peru retorna a uma final de Copa América após um hiato de 44 anos. A última vez em que jogou uma decisão do torneio foi em 1975, quando ficou com o título.

O jogo

O jogo realizado nesta quarta (03) na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, começou muito movimentado. A seleção peruana se posicionou no campo do adversário e realizou marcação sob pressão.

O Peru fez  1 a 0 aos 20 minutos. Cueva recebeu na ponta direita, cruzou para a área, Carrillo escorou de cabeça para Flores, que chutou cruzado para vencer o goleiro Arias.

Com a vantagem no placar, a seleção peruana adotou uma postura mais conservadora, com a defesa mais recuada e com menos pressão na marcação. Isto permitiu ao Chile crescer um pouco no jogo.

Mas, aos 37 minutos, a defesa do Chile sofre um apagão e permitiu que o Peru marcasse o segundo gol. Carrillo recebeu lançamento livre na ponta direita. O goleiro Arias saiu da grande área para tentar cortar a bola. Mas o meia peruano driblou o goleiro chileno e cruzou para o meio da área. Yotún matou no peito e chutou para o gol vazio.

Gallese brilha

O Chile começou o segundo tempo pressionando muito. Logo aos 5 minutos conseguiu uma boa chance. Aránguiz cobrou falta e Alexis Sánchez finalizou de cabeça, mas a bola bateu na trave do gol de Gallese.

Por outro lado, o Peru aproveitou os espaços para contra-atacar com perigo. Aos 14 minutos Carrillo avançou em velocidade e tocou para Guerrero, que encontrou Cueva. O meia deixa Yotún na cara do gol. Mas ele chutou muito mal, perdendo uma ótima oportunidade.

Aos 22 minutos, os chilenos chegaram com perigo. Beausejour recebeu lançamento na ponta esquerda e bateu de primeira. A bola veio com muito perigo, mas Gallese espalmou para fora.

Aos 29 minutos o goleiro peruano voltou a brilhar. O Peru perdeu a bola no campo de ataque e permitiu contra-ataque rápido do Chile. Com isso Eduardo Vargas recebeu lançamento e ficou livre para finalizar. Gallese saiu bem do gol e conseguiu espalmar a bola para fora.

Se por um lado o Chile não conseguia marcar, o Peru não desperdiçou as poucas oportunidades que tinha. Assim, aos 45 minutos, Guerrero marcou o seu. Ele recebeu passe em profundidade de Tapia na entrada da área, driblou Arias e tocou para o gol vazio. Com este gol Guerrero se tornou o maior artilheiro em atividade da história da Copa América com 13 gols.

Aos 48 minutos Abram derruba Aránguiz dentro da área e, com o auxílio do VAR (árbitro de vídeo), o juiz colombiano Wilmar Roldán assinalou pênalti. Eduardo Vargas cobrou com uma cavadinha, mas perdeu a oportunidade de marcar o gol de honra de sua equipe ao ver Gallese pegar seu pênalti. Partida espetacular do goleiro peruano e vitória de 3 a 0 do Peru.

Final

A final da Copa América será no próximo domingo, no estádio do Maracanã, a partir das 17h (horário de Brasília).

O Brasil busca seu nono título na competição (a última conquista foi em 2007). Já a seleção do Peru busca seu terceiro título, após as conquistas de 1939 e 1975.

As seleções do  Brasil e Peru já se enfrentaram nesta edição da Copa América, com vitória de 5 a 0 da equipe brasileira em jogo válido pela 3ª rodada da fase de grupos da competição.

PUBLICIDADE