PUBLICIDADE

Brasil repete 2011 e 2015, vai aos pênaltis contra Paraguai, mas avança à semifinal

Globoesporte.com em 27 de Junho de 2019

Globoesporte.com

A comemoração dos jogadores da seleção brasileira

O tempo ia passando. Passando. Passou dos 52 minutos do segundo tempo na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. E aquele fantasma assombrava. Assim como em 2011 e em 2015, o Brasil não conseguiu vencer o Paraguai no tempo normal por um confronto de quartas de final da Copa América. Mas, desta vez, saiu vencedor nos pênaltis.Após empatar por 0 a 0 - com um a mais no segundo tempo e com chances de gol -, a seleção brasileira venceu a Albirroja nas cobranças de penalidades e voltou à semifinal do torneio depois de 12 anos.

A seleção brasileira encerrou a partida com 25 finalizações e nove chances reais de gol, contra 10 finalizações dos paraguaios.Foi um massacre, especialmente na segunda etapa, depois que Balbuena foi expulso - com auxílio do VAR. Everton, Arthur, Coutinho, Firmino e Willian não superaram Gatito e a trave, e os pênaltis voltaram a cruzar o caminho de paraguaios e brasileiros nas quartas de final da Copa América.


Nas cobranças, Alisson pegou cobrança de Gustavo Gómez, e Derlis González mandou para fora. Firmino errou do lado canarinho. No fim, Gabriel Jesus, que havia desperdiçado pênalti diante do Peru, converteu e garantiu a classificação brasileira. Agora, o Brasil espera por Venezuela ou Argentina, que jogam amanhã. 


PUBLICIDADE