PUBLICIDADE

ACLAA lança campanha para empresas que queiram ajudar na castração de gatos

Leonardo Cabral em 12 de Maio de 2022

Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Castração contribui para controle populacional, evitando ninhadas indesejadas e diminuindo a quantidade de animais abandonados

A Associação Corumbaense e Ladarense de Apoio aos Animais (ACLAA), está lançando campanha junto às empresas da região para a castração de animais, principalmente gatos. A campanha tem o tema: “Empresa Amiga dos Pets”.

A vice-presidente da ACLAA, Valéria de Almeida Curvo, disse que o projeto tem como principal intuito a castração dos animais soltos nas ruas ou que estejam em situação de abandono, quando muitos acabam mortos atropelados ou por envenenamento.  

“A castração representa uma melhoria na qualidade de vida da população e dos animais. É a única forma de controlar a natalidade de cães e gatos soltos nas ruas, onde podem causar acidentes e transmitir doenças. É questão de Saúde Pública”, enfatizou Valéria.

Como funciona

A campanha “Empresa Amiga dos Pets” pretende, com a parceria, castrar cerca de 12 gatos por mês por empresa, sendo seis gatas e seis gatos. Para isso, os gastos chegam ao valor de R$ 2.400,00.

A ACLAA vai em busca das adesões para financiar as castrações. “Com isso, pretendemos fechar pelo menos em um ano o valor das castrações. A castração de uma gata sai a R$ 220,00 e do gato R$ 180,00. A castração não só previne a proliferação desses animais, mas também doenças que são contagiosas entre os próprios gatos e também ao homem. Se cada um fizer um pouco, já estará fazendo muito”, finalizou Valéria.

Empresários interessados em apoiar a campanha podem entrar em contato pelo telefone (67) 99646-1973.

Por que as castrações?

A castração desses felinos apresenta grandes benefícios para a saúde do animal, para seu convívio com os seus tutores e principalmente, para a saúde pública. No geral, contribui para controle populacional, evitando ninhadas indesejadas e diminuindo a quantidade de animais abandonados.

Também reduz acidentes, brigas e transmissão de doenças infectocontagiosas, como por exemplo, o vírus da imunodeficiência felina (FIV); A expectativa de vida de gatos machos e fêmeas castrados é o dobro em relação aos não castrados.

Em machos, favorece o comportamento tranquilo, ajuda a evitar brigas e disputas pela marcação de território, evita que o gato saia para a rua em busca de fêmeas para procriação, evita transmissão de doenças e diminui a incidência de inflamações na próstata e testículos, bem como evita borrifos de urina pela casa.

Ao mesmo tempo, isso diminui o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos. Em fêmeas, reduz comportamento de cio, Diminui as chances de desenvolver doenças reprodutivas e previne o câncer de mama.

PUBLICIDADE