PUBLICIDADE

Prazo para tirar título de eleitor termina nesta quarta; jovens têm expectativa de mudanças

Leonardo Cabral em 03 de Maio de 2022

Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Prazo termina nesta quarta (04) para emitir título de eleitor

Termina nesta quarta-feira, 04 de maio, o prazo para que jovens de 15 a 17 anos, tirem o título de eleitor que dá direito ao voto nas eleições de 02 de outubro deste ano, quando serão eleitos o presidente da República, governadores, senadores, deputados federal e estadual. 

Nos meios de comunicação, campanhas do TRE e do TSE (Tribunais Regional e Superior Eleitorais), incentivam o voto de jovens de 15 a 17 anos. Em Corumbá, segundo o chefe de cartório da 7ª Zona Eleitoral, Anselmo Nina, a procura desse público aumentou. 

Conforme dados inseridos em “Estatísticas do eleitorado – Por sexo e faixa etária”, no site do Tribunal Superior Eleitoral, 19 pessoas aparecem cadastradas, na 7ª zona, como aptas a votar na faixa etária de 16 anos em 2022.

Desse total, 10 são homens e nove são mulheres. Ainda de acordo com os dados, o público com 17 anos chega a 286, sendo 129 homens e 157 mulheres. Lembrando que os jovens com 15 anos, para poder exercer o voto, devem completar 16 anos até o dia do primeiro turno da eleição.

Inserido nesse público, Arildo Júnior Carneiro, de 17 anos, frisou a importância de estar com o título em mãos. Conforme o jovem, além do título ser exigido para a prova do Enem, ele espera ajudar a eleger representantes comprometidos com a população.

“Tirei por conta do Enem que exige, mas é um passo importante, pois voto pela primeira vez e tenho certeza que posso ajudar a eleger representantes que tenham responsabilidade por mudanças. Entre essas mudanças, espero que seja para a Educação e Saúde, áreas que mais precisam em nosso País”, disse o jovem.

A jovem, Camile Lima da Silva, de 16 anos, está ansiosa com o primeiro voto. “Sei que posso ajudar a eleger os novos representantes, por isso resolvi tirar o título agora. Espero que os que forem escolhidos façam a diferença, espero por mudanças para um Brasil melhor”, falou a jovem ao Diário Corumbaense.

Já o público jovem, obrigatório ao voto, de 18 a 20 anos, chega ao total de 3.268. Desse número, 1.502 são homens e 1.766 são mulheres.

Ainda de acordo com os dados do TRE, os maiores públicos em Corumbá, são os de 25 anos chegando aos 59 anos. Dos 25 aos 34 anos, são 11.807 eleitores - 5.403 masculinos e 6.404 feminino. Os que correspondem dos 35 a 44 anos, chegam a 11.859, distribuídos em 5.494 homens e 6.365 mulheres.

Já o público dos 45 aos 59 anos, representa 14.676 eleitores aptos a votar, com 6.942 homens e 7.734 mulheres.

Pela 50ª zona eleitoral, que corresponde a Ladário e também Corumbá, a chefe do cartório, Eduarda de Sá Lucena, informou que 265 jovens entre 16 e 17 anos tiraram o título de eleitor.

Desse total, em Ladário, são 92 jovens e em Corumbá, 173.

A Campanha

Em Mato Grosso do Sul, nessa faixa etária em 2018, foram 19 mil novos eleitores e em 2020 apenas 12 mil, o que indica que o desinteresse do jovem pela política aumentou.  De acordo com as estatísticas da Justiça Eleitoral, o quantitativo de jovens de 16 e 17 anos que tiraram o título de eleitor tem diminuído, ano a ano.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está realizando a campanha do jovem eleitor, que foi divulgada em diversos canais, especialmente nas redes sociais. Essa campanha foi repercutida por artistas dentro e fora do Brasil, e com isso houve um aumento de mais de 440 mil novos eleitores entre 15 e 18 anos somente no mês de março de 2022. 

Quem quiser votar nas eleições deste ano tem até esta quarta-feira (04) para emitir ou regularizar o título de eleitor. Esse é o prazo legal para que a Justiça Eleitoral conclua o cadastro de todo o eleitorado apto a votar em outubro.

O mesmo prazo vale para quem quiser transferir o domicílio eleitoral, mudando o município onde vota, bem como para incluir o nome social no título de eleitor – no caso de pessoas transsexuais e travestis. A data vale também para idosos e pessoas com mobilidade reduzida solicitarem a transferência do local de votação para uma seção acessível.

Todos os procedimentos relativos ao título de eleitor, incluindo a emissão do documento pela primeira vez, podem ser realizados inteiramente online, sem a necessidade de sair de casa, por meio do Atendimento Online ao eleitor.

PUBLICIDADE