PUBLICIDADE

Em Corumbá, André Puccinelli diz que faz pré-campanha aberta e franca e está se "modernizando"

Rosana Nunes em 29 de Abril de 2022

Diário Corumbaense

Ex-governador diz estar com ânimo e energia que o surpreenderam

De volta à disputa política, o ex-governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, pré-candidato ao Governo do Estado pelo MDB, veio à região manter reuniões com lideranças e representantes de diversas categorias. Na quinta-feira (28), os encontros foram em Ladário, e nesta sexta, em Corumbá.

Em entrevista ao Diário Corumbaense, Puccinelli falou o porquê de voltar à política depois de oito anos. “Na verdade, supunha que eu tivesse encerrado um ciclo, mas depois que saí do governo em 2014, ao ficar, em tese, como um aposentado, sendo ‘vovôrista’ (vovô motorista), prefeitos e vereadores começaram a me procurar e eu passei a auxiliá-los, através dos meus ex-secretários, a preparar projetos para buscar recursos em Brasília. E aí as atividades começaram a ser intensificadas de forma que eu acabei, mesmo involuntariamente, voltando à atuação política, não política partidária. Em 2018, houve o ‘volta André’, me afastaram da disputa, depois ficou caracterizado que foi de uma forma injusta e agora retornou com mais intensidade o ‘volta André’. Os dirigentes partidários me mostraram que eu liderava as pesquisas de vários institutos e eu atendi o pedido, porque você ser requisitado para voltar é algo que gratifica”, afirmou.

O pré-candidato já esteve em aproximadamente 33 municípios e diz que as reivindicações dos municípios serão incorporadas como prioridades da população em seu programa de trabalho. Contou ainda que está se “modernizando” para ficar mais próximo dos eleitores. “Estou no Instagram, YouTube, WhatsApp, Twitter, Facebook, no Telegram, até no Tik Tok estou modernista. Nossa equipe está elaborando o plano básico de trabalho, ao qual serão inseridas as peculiaridades que nós estamos ouvindo em nossas andanças com os pré-candidatos nos municípios. E nessas modernidades, também estamos estudando vários estados brasileiros para que incorporemos as iniciativas que deram certo, adaptando-as à realidade de Mato Grosso do Sul”, explicou.

André também comentou sobre alianças. “Já temos o Solidariedade que anunciou apoio ao MDB e teremos, provavelmente, outros dois partidos em aliança formal conosco e nós nos manteremos no centro”, afirmou. “Tenho quatro a cinco pré-candidatos a vice e vamos ouvir a população. Político de hoje tem que ouvir a população, o que ela te retrata, te pede, é o que você deve aplicar. Vice em agosto será definido”, completou.

Próximo de completar 74 anos em julho, o ex-governador disse estar com ânimo e energia que o surpreenderam. “A Beth, minha esposa, diz: ‘André fica um pouquinho em casa porque sou quase viúva com marido vivo’. Então, só aos domingos à tarde é que cuido da ‘netaiada’ e vou lá ser vovôrista de novo. Os outros seis dias e meio da semana, estou em pré-campanha aberta e franca”, concluiu.

Pré-candidatura ao Legislativo

Diário Corumbaense

Médico Gabriel Oliveira é pré-candidato do MDB a deputado estadual

Puccinelli também veio participar do lançamento da pré-candidatura a deputado estadual do médico Gabriel Alves de Oliveira, que deixou o PSD para voltar ao MDB. “Partido a gente encara como uma família. Às vezes, o pai fala e o filho é teimoso, um pouco rebelde, mas a porta de casa sempre está aberta. Então, voltei às minhas origens”, disse.  

“Quero defender muito a área da Saúde, o transporte interestadual e as causas que forem importantes para a população. Não quero ser um deputado que vai falar somente ‘sim’ para o governo, mas apoiar o governo e cobrar que as reivindicações sejam atendidas. A gente sente que a população quer mudança”, destacou.

Gabriel Oliveira é médico, foi vereador e na última eleição municipal, em 2020, concorreu à Prefeitura de Corumbá.

PUBLICIDADE