PUBLICIDADE

Pandemia: senadores de MS assinam carta e endossam pedido de socorro ao mundo

Campo Grande News em 23 de Março de 2021

Fotos: Agência Senado

Nelsinho Trad, Simone Tebet e Soraya Thronicke representam MS no Senado Federal

Os três senadores de Mato Grosso do Sul, Nelsinho Trad (PSD), Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (PSL) assinaram uma “moção de apelo à comunidade internacional”, junto com outros 62 senadores do país.

O documento será entregue a países do G-20, à ONU e à OMS, à OCDE, ao Parlamento Europeu, ao Congresso dos Estados Unidos, a embaixadores do Brasil no mundo e embaixadores estrangeiros no Brasil, ao Parlamento do Reino Unido, a empresas estrangeiras produtoras da vacina contra a Covid, às Comissões de Relações Exteriores dos principais países e à imprensa internacional.

“Nós estamos em uma situação no Brasil que acaba sendo o epicentro da doença para o mundo. O vírus começou na pequenina cidade da China, no continente asiático. O Brasil está apresentando ao mundo uma nova variante do vírus. Esse apelo internacional nos faz remeter a um pedido de auxílio dos países ricos para que eles possam ajudar o nosso país para deter a pandemia no mundo como um todo”, justificou o líder da bancada federal, senador Nelsinho Trad.

Segundo a senadora Soraya o Senado Federal pediu aos Estados Unidos autorização para comprar as vacinas estocadas pelo país, pois acreditamos que as ações de contenção ao vírus devem ser feitas de maneira ordenada, uma vez que vivemos em um mundo globalizado e a doença se espalha rapidamente.

"O Brasil é um país com uma importância gigantesca, tanto no âmbito econômico quanto sanitário. O que acontece aqui afeta muitos outros países. Então acredito que a colaboração neste momento é favorável aos dois países. Não vejo problema em pedirmos ajuda a quem pode nos ajudar, trazendo mais vacinas para acelerar o processo de imunização da população brasileira”, completou a senadora.

Conforme o texto, os senadores destacam que o Brasil se tornou o epicentro mundial da pandemia. Eles ressaltam também a falta de vacinas disponibilizadas pelo governo federal para a população. Em suma, eles clamam pela ajuda dos países produtores de imunizantes contra a covid-19 para se unirem em prol do Brasil, para não impactar a situação no mundo.

Confira a nota na íntegra:  

“MOÇÃO DE APELO À COMUNIDADE INTERNACIONAL

No momento em que a sombra nefasta da morte paira sobre milhões de brasileiros, e que novas formas do vírus da Covid 19 se tornam uma assustadora ameaça global, apelamos à comunidade internacional.

O Brasil se tornou o epicentro mundial da pandemia. Dados confirmados pela OMS mostram que superamos nesta semana a alarmante média móvel de 72 mil novos casos e mais de 2 mil óbitos por dia. 

O país reclama atenção emergencial do mundo. Nosso ritmo de imunização é insuficiente para conter a propagação da doença. Até o momento, menos de 5% dos 210 milhões de brasileiros foram vacinados. Dependemos de vacinas e insumos farmacêuticos ativos (IFA) importados, que chegam em ritmo lento, se comparado ao desafio posto pela segunda e devastadora onda da pandemia no Brasil.

Nesta crise sanitária sem precedentes que atinge o mundo, barreiras fronteiriças não nos podem proteger da propagação do vírus e do surgimento de possíveis variantes. A única defesa é a cooperação internacional, com a vacinação urgente de nossa população.

Semelhante situação impõe ao Senado Federal a tarefa de fazer aos demais países um doloroso alerta: o avanço da pandemia no Brasil representa risco real para o mundo.

Deixar que o povo brasileiro continue a morrer sem vacinas significa uma agressão a todas as tradições humanas. É o oposto de tudo o que a civilização representa. Destrói os princípios de convivência humana. Impõe o medo e compromete a tranquilidade e segurança de todos os países.

Em todos os momentos dramáticos da história do mundo o Brasil deu sua contribuição. Agora, precisamos contar com a comunidade internacional, em especial dos países produtores de vacinas, bem como dos detentores de estoques estratégicos.

A ordem internacional pode mostrar que é capaz de enfrentar os desafios com uma visão grandiosa, baseada na paz, na solidariedade, na tolerância, e na razão que é a matriz de todo o direito. Só assim vamos seguir adiante com o fortalecimento de uma consciência de cidadania planetária, alicerçada em valores universais.

SENADO FEDERAL

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL” 

 

PUBLICIDADE