PUBLICIDADE

GFI acaba com festa clandestina e organizador pode pagar multa de mais de R$ 30 mil

Rosana Nunes em 21 de Fevereiro de 2021

Divulgação/Coordenadoria de Posturas

Festa clandestina foi anunciada nas redes sociais e atraiu, principalmente, menores de idade

Festa clandestina na rua Alan Kardec, bairro Aeroporto, em Corumbá, foi interrompida pelo Grupo de Fiscalização Integrada no final da tarde de sábado (20).

Pelo menos 100 pessoas estavam no local, boa parte, adolescentes. O evento, denominado “Carnival – Esquenta do Chupeta”, foi divulgado nas redes sociais e anunciou ainda open bar. O Conselho Tutelar também foi acionado para encaminhamento do caso ao Juizado da Infância e Adolescência.

Reprodução/Facebook

"Anúncio" da festa nas redes socias

O organizador, de 19 anos, foi levado para a Delegacia de Polícia Civil e vai responder por infração penal (artigo 268) por "infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, com pena de detenção, de um mês a um ano", infração ao Código de Posturas e decretos de combate à covid-19, como a proibição de aglomeração e o não uso de máscaras. Foi aberto procedimento administrativo e o promotor da festa pode ser multado em até R$ 30.050,00. O equipamento de som dele também foi apreendido.

“Todas as pessoas que estavam no evento foram identificadas. Os maiores de idade serão notificados por Diário Oficial e em uma nova situação de flagrante, serão considerados reincidentes em descumprimento de regras de biossegurança. Em relação aos menores de idade, as providências ficam por conta do Conselho Tutelar”, disse ao Diário Corumbaense o coordenador do GGI, Luciano Cruz, ao lembrar que a fiscalização também vem monitorando as redes sociais para antecipar ações.

Divulgação/Coordenadoria de Posturas

Todos os participantes foram identificados pelo Grupo de Fiscalização Integrada

O flagrante de sábado foi feito pela Coordenadoria de Posturas, Vigilância Sanitária, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal e Conselho Tutelar. Denúncias de festas clandestinas e aglomerações podem ser feitas pelo telefone (67) 98171-9165. 

PUBLICIDADE