PUBLICIDADE

PRF intercepta ônibus com cerca de 200 bolivianos na BR-262

Rosana Nunes em 16 de Novembro de 2020

Paulo Francis/Campo Grande News

Marmitas foram providenciadas aos passageiros enquanto aguardam a checagem da PF

Cerca de duzentos bolivianos que viajavam em seis ônibus fretados, que saíram de Corumbá, estão retidos na Polícia Federal de Campo Grande, após serem parados pela Polícia Rodoviária Federal em Terenos. 

Em função da pandemia do coronavírus, decreto do Governo Federal proíbe a entrada de estrangeiros por via terrestre ou aquaviária em território brasileiro. Porém, há uma brecha que permite que moradores de cidades gêmeas, caso de Corumbá e a Província de German Busch, onde estão localizadas as cidades de Arroyo Concepción, Puerto Quijarro e Puerto Suárez, trafeguem livremente pela fronteira. 

À TV Morena, o inspetor Baggio, da PRF, informou que a documentação de todos os passageiros está sendo verificada para confirmar se realmente são fronteiriços ou entraram irregularmente no Brasil. 

A princípio, uma guia justificou ao site Campo Grande News que seguiria com o grupo para São Paulo para fazer compras e revender os produtos em Corumbá e na Bolívia. Porém, segundo a PRF, o dinheiro encontrado com os viajantes não seria compatível com o valor que, normalmente, grupos de comerciantes levam em viagens desse tipo.

Fretamento

A Andorinha, dona dos seis ônibus, informou que fez o fretamento para agentes bolivianos e passageiros em Corumbá e que trata-se de uma contratação legal e regular na empresa. Também informou que forneceu a lista de passageiros, como foi passada pelos contratantes, às autoridades. "Se há passageiros irregulares, cabe aos contratantes checarem", reforçou em nota. 

PUBLICIDADE