Marquês de Sapucaí vem para a avenida reforçar a identidade cultural de Corumbá

Leonardo Cabral em 18 de Fevereiro de 2020

Anderson Gallo/Arquivo Diário Corumbaense

Marquês de Sapucaí vai levar para a passarela do samba 700 componentes divididos em 19 alas

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente Marquês de Sapucaí tem como proposta para o carnaval 2020 reforçar a identidade corumbaense. Em sua apresentação, marcada para a noite de segunda-feira, 24 de fevereiro, serão enaltecidos a cultura, a religiosidade, as festas, como o São João e o próprio Carnaval, sem esquecer episódios históricos como a Guerra do Paraguai.

Dentro desse enredo “Corumbá de identidade cultural sem igual” também não será descartada aquela que é uma das mais fortes marcas do povo corumbaense: a sua hospitalidade e receptividade com os visitantes.

“Corumbá é conhecida pelo Pantanal, pelas suas belezas naturais, não que isso seja menos importante, porém, toda cidade tem a sua história e é isso que queremos trazer para os foliões. Queremos reforçar a identidade desse povo alegre, festeiro e acima de tudo, receptivo com quem aqui chega. Vamos fazer com que haja interesse do público em saber da sua própria história”, explicou ao Diário Corumbaense a presidente da Marquês, Odeti Brincker de Oliveira.

Já o carnavalesco Júnior, adiantou que durante o desfile, a agremiação pretende mostrar como se formou a cidade cultural que hoje é Corumbá. “De onde surgiu, quem trouxe. Falar da miscigenação que aqui se instalou, sendo uma das responsáveis em contribuir para a identidade cultural tão forte que hoje faz de Corumbá essa cidade festeira, hospitaleira durante o ano todo”.

Ele ainda reforçou que o enredo é dividido em quatro setores. No primeiro, a escola de samba irá falar sobre a miscigenação, depois, no segundo setor, irá abordar os povos que aqui vieram, a exemplo de palestinos, árabes e libaneses que, com seus costumes, enraizaram suas tradições no município pantaneiro.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Presidente da agremiação, Odeti Brincker, acompanha os trabalhos finais

Ao seguir para o terceiro setor, a agremiação mostrará o Pantanal e o rio Paraguai. “Não iremos focar nos elementos fauna e flora, mas sim, o que emerge de cultura nesses dois pontos, pois, se pensarmos bem, é para as margens do rio que festeiros do Banho de São João levam a imagem do santo junino para ser banhada nas mesmas águas que também recebem os devotos de Iemanjá, tradição forte na cidade. Em relação ao Pantanal, temos as histórias e lendas”, adiantou Júnior.

No último setor, o carnavalesco revela que a Marquês irá mostrar uma das maiores tradições do povo corumbaense: o Carnaval. É com ele, que a escola de samba deverá encerrar o seu desfile, enfatizando ainda mais essa que é uma das maiores festas culturais do corumbaense.

“A maior tradição do corumbaense não poderia ficar de fora. É aí que vamos abordar o Carnaval. Essa é uma festa que não teve início agora, mas sim, há décadas e que reforça a identidade de quem mora aqui, ainda mais com o carnaval cultural”, comentou Júnior.

Nessa grande viagem pela história de Corumbá, a Marquês de Sapucaí vai para a avenida com 700 componentes, divididos em 19 alas. Os integrantes serão embalados por 70 ritmistas na bateria, que tem como rainha, Vanessa Contreras. Serão cinco carros alegóricos e mais um tripé.

A Marquês de Sapucaí é uma das nove escolas de samba de Corumbá que irão concorrer na 11ª edição do Esplendor do Samba, que em 2020 irá indicar 3 nomes em cada um dos 11 quesitos e ainda a melhor escola de samba durante as duas noites de desfile. O prêmio, instituído pelo jornal Diário Corumbaense tem o objetivo de homenagear aqueles que fazem o carnaval da cidade ser um dos maiores e mais animados do País.

Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente Marquês de Sapucaí

Fundação: 29/02/1992

Presidente: Odeti Brincker de Oliveira

Cores: branca, verde, amarelo, azul e lilás

Carnavalesco: Júnior

Enredo: Corumbá de identidade cultural sem igual

Compositor do samba-enredo: Thiago Brito

Intérprete: Welington de Lima

Número de componentes: 700

Número de alas: 19

Número de carros alegóricos: 05 + 01 tripé

Componentes da bateria: 70

Porta-bandeira: Ana Paula

Mestre-sala: Fábio

Rainha da bateria: Vanessa Contreras

Mestre de bateria: Manoelzinho

Local de ensaios: rua Marechal Deodoro, bairro Dom Bosco

Colocação em 2019: 5° lugar

Ordem de desfile em 2020: segunda a desfilar na segunda-feira (24)

Informações sobre fantasias: (67) 9 9640-6379

 

GRESMI Marquês de Sapucaí

Samba-enredo: Corumbá de identidade cultural sem igual

Canta Marquês de Sapucaí

O Paraíso é aqui

Corumbá cidade sem igual

Estrela do meu carnaval.


Sou uma estrela a brilhar

A Cidade Branca a encantar (Curupah)

O índio que me batizou

Salve Nossa Senhora do Pantanal

Cururu e siriri (São João)

Comércio, miscigenação

“Eta’ povo hospitaleiro

Cheio de amor no coração


É Corumbá de identidade cultural (sem igual)

No toque do berrante, essência pantaneira 

Ao som da viola tem festança a noite inteira.

 

Que a paz esteja sobre vós

Uma Arábia a nos seduzir

Tambores a ecoar a festa já vai começar

Cordões, blocos, fantasias, serpentina

Meu povo de mãos dadas na avenida

Chegou a minha escola tem que respeitar,

Tem que respeitar!

PUBLICIDADE