PUBLICIDADE

Integrante do PCC, “Mata Rindo” é preso durante a operação Kratos em Corumbá

Leonardo Cabral em 19 de Agosto de 2019

Divulgação

"Mata Rindo" foi preso com 22 gramas de cocaína e munições

Charles Wanderson Gonçalves de Matos, de 27 anos, conhecido como “Mata Rindo”, foi preso pela equipe da Força Tática da Polícia Militar, na manhã desta segunda-feira, 19 de agosto. A prisão dele aconteceu por meio da Operação Kratos, deflagrada em Corumbá e Ladário pelas Polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal e a Agepen (Agência do Sistema Penitenciário).

“Mata Rindo”, que é integrante da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) estava em uma residência na região conhecida como Havaí, nas proximidades do bairro Cervejaria, parte baixa de Corumbá. Ao perceber a presença dos pm’s, ele fugiu e entrou em outro imóvel, mas acabou localizado e preso.

Também foram feitas buscas na casa onde ele estava, sendo possível apreender 22 gramas de cocaína, munições e pouco mais de R$ 300 em dinheiro trocado, característica de comércio de entorpecentes.

"Mata Rindo" já tinha mandado de prisão expedido pela Justiça. Ele é acusado de envolvimento na morte de um rapaz que foi decapitado em 16 de outubro de 2018. O corpo de Márcio Lucas Preza Libanio, foi encontrado em uma área localizada próximo à ladeira Dona Emília, no bairro Beira Rio. Em julho deste ano, a Polícia Civil divulgou que “Mata Rindo” era foragido da Justiça por homicídio qualificado e organização criminosa.

Kratos

O nome da operação desencadeada na região, faz alusão ao personagem da mitologia grega conhecido como Deus da Guerra ou da Força, referindo-se assim ao combate ao crime.

PUBLICIDADE