PUBLICIDADE

Polícia Civil conclui 1ª fase de investigações de homicídios; dois ainda estão foragidos

Leonardo Cabral em 24 de Julho de 2019

Divulgação/ Polícia Civil

Polícia Civil aponta Charles Wanderson e Jonathan Pablo por envolvimento em mortes em Corumbá

Após nove meses de trabalho, a Polícia Civil encerrou a primeira fase da investigação de crimes que resultaram em cinco homicídios em Corumbá. As mortes ocorreram entre outubro de 2018 e abril de 2019, com duas decapitações de vítimas.

A Polícia Civil já prendeu 16 pessoas envolvidas nos crimes, porém, dois estão foragidos, sendo eles: Charles Wanderson Gonçalves de Matos de 27 anos, conhecido como “Mata Rindo” e Jonathan Pablo Atagiba da Costa, conhecido como “Diamante”.   

A série de crimes teve início em 16 de outubro do ano passado com a morte de Márcio Lucas Preza Libanio, encontrado decapitado em uma área localizada na parte baixa de Corumbá, próximo à ladeira Dona Emília, no bairro Beira Rio. Quatro meses depois, foi registrada a morte de Gerson Surubi Arteaga, de 24 anos, no dia 02 de fevereiro de 2019. Gerson também foi decapitado em um morro, área de difícil acesso, localizado no final da rua Alan Kardec, esquina com a Duque de Caxias, no bairro Aeroporto. Outras três mortes também foram investigadas pela Polícia Civil.

De acordo com as investigações, todos os homicídios estão relacionados a brigas entre facções criminosas e foram ordenados de dentro da Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande.

Denúncia

A Polícia Civil disponibiliza o telefone 67 99806-0857 através do aplicativo WhatsApp para informações que possam levar a prisão de foragidos da justiça, ou autores dos mais diversos crimes. Há também o telefone 3234-7100 da 1ª DP  e o 190 da Polícia Militar.

As prisões são resultado do trabalho conjunto do setor de investigação da 1ª DP, com o de Inteligência da Polícia Militar e com as patrulhas de policiamento da PM. A ação coordenada das instituições de segurança pública, juntamente com a contribuição da população resultará em mais ações que visam combater a criminalidade na região.

PUBLICIDADE