PUBLICIDADE

Alunos da Reme de Corumbá estão entre vencedores da etapa nacional do Prêmio MPT na Escola

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 20 de Outubro de 2021

Divulgação

Trabalho de desenho da aluna Débora Sara Bruno Mariscal, da 6ª série da Escola Municipal Rural de Educação Integral Eutrópia Gomes Pedroso

As produções artísticas de dois alunos de escolas municipais se Corumbá estão entre as vencedoras da etapa nacional do Prêmio MPT na Escola 2021 – “A Escola no Combate ao Trabalho Infantil” e, mais uma vez, colocam Mato Grosso do Sul entre os destaques da iniciativa, que visa estimular a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil.

O estudante André Vinícius do Carmo Passos, da 7ª série da Escola Municipal Doutor Cássio Leite de Barros, está entre os três melhores trabalhos da categoria Conto, com o texto “A Missão” (leia aqui).

Na categoria Desenho, a aluna Débora Sara Bruno Mariscal, da 6ª série da Escola Municipal Rural de Educação Integral Eutrópia Gomes Pedroso, ficou entre os vencedores com a obra “Profissionalização do adolescente” (veja aqui).

Nesta edição, a ordem da classificação final – primeiro, segundo e terceiro lugares em cada categoria – só será revelada durante a solenidade virtual de premiação, que será realizada no dia 07 de dezembro, às 13 horas (horário de Mato Grosso do Sul).

O concurso premia os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais de estudantes das instituições de ensino que integram o projeto em todo o Brasil. Neste ano, estudantes da 4ª e 5ª séries do ensino fundamental desenvolveram produções relacionadas ao tema trabalho infantil, e expressaram o que sentem sobre as causas, consequências, enfrentamento e ações de prevenção.

Já os alunos das 6ª e 7ª séries puderam explorar a profissionalização do adolescente e a aprendizagem profissional, instrumento legal que permite a jovens a partir dos 14 anos ter um emprego formal.

O prêmio

O MPT na Escola é a versão nacional de uma iniciativa que teve início no Ceará em 2008, o Peteca, e graças à adesão das secretarias de educação, está presente desde 2012 nos municípios de Mato Grosso do Sul. A iniciativa já mobilizou mais de 350 mil estudantes e outros 23 mil profissionais de ensino em todo o país. Somente nesta edição, escolas de 15 municípios sul-mato-grossenses aderiram à iniciativa.

O projeto tem como objetivo central levar o ECA para o ambiente das salas de aula e, já na primeira infância, conscientizar meninos e meninas sobre o trabalho infantil. Para isso, o MPT conta com o apoio primordial de toda a comunidade escolar, com foco nos professores e nas professoras, que são os grandes agentes da promoção e sensibilização dos alunos e alunas.

A instituição promove a capacitação periódica de toda a equipe da instituição de ensino participante do projeto, como técnicos das secretarias, diretores, coordenadores e docentes, além de fornecer kits e materiais pedagógicos que norteiam e viabilizam a inserção do MPT na Escola na rotina pedagógica.

As informações são do Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul e Ascom/PGT.

PUBLICIDADE