PUBLICIDADE

Queimadas no Pantanal: menino de cinco anos dá exemplo e incentiva bombeiros a salvar a natureza e os animais

Leonardo Cabral em 10 de Setembro de 2021

Divulgação/3ºGBM

Pequeno Davi ao perceber que fogo ameaçava comunidade quis somar com a força-tarefa dos militares para apagar o fogo

Desde o dia 30 agosto, militares do Corpo de Bombeiros que atuam na linha de frente de combate a incêndios florestais no Pantanal de Corumbá, atuavam na área da colônia São Domingos, contendo as chamas. Apesar da destruição da vegetação, a atitude de um menino chamou a atenção dos militares.

Davi Miranda, de apenas cinco anos, morador da localidade, foi até os bombeiros e quis ajudar a força-tarefa  para “frear” as chamas que avançavam, chegando às proximidades da casa dele.

Conforme os militares, Davi levou um recipiente para coletar água e ajudar a apagar os focos, que, além da sua casa, ameaçava a comunidade. Os pais contaram que ele se sensibilizou e disse que queria ajudar os bombeiros para "salvar a natureza e os animais".

Ao Diário Corumbaense, o comandante da Operação Hefesto, Leandro Moura Marzolla, falou sobre a atitude do pequeno Davi. Para ele, a ação do menino é motivo de incentivo, numa situação que exige tanto esforço e dedicação dos bombeiros.

“Ter essa demonstração de apreço de uma criança renova as nossas forças para seguir no combate e cumprir a árdua missão de vidas alheias, natureza e riquezas salvar. O nosso trabalho é sempre difícil, com muito desgaste físico e emocional, sempre estamos lutando para evitar que as pessoas tenham perdas de bens ou até mesmo vidas. Então, essas demonstrações de apreço ao nosso serviço renovam a cada dia nossas forças e ânimo no seguimento da missão, ainda mais fortes quando vindas de crianças”, falou Marzolla.

Divulgação/ Bombeiros

Bombeiros no combate aos focos na região da Colônia São Domingos

Foram 11 dias de combate aos focos de incêndios na região onde mora Davi. Os focos foram extintos, porém o trabalho de monitoramento segue. Foram empenhados 10 bombeiros militares, uma viatura e duas aeronaves. O total de área atingida pelo fogo foi de aproximadamente 3.800 hectares, conforme os bombeiros.

Outros pontos na região do Pantanal seguem com equipes de brigadistas do Prevfogo, bombeiros e militares do Exército que estão empenhados no combate aos focos de calor espalhados em diferentes áreas, como em Forte de Coimbra, distante mais de 100 km de Corumbá. 

Este ano, o município já registrou 1.343 focos de queimadas este ano. Só no mês de agosto, são 184 focos de calor. Nas últimas 48h, Corumbá contabilizou 54 focos. Os dados são do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

PUBLICIDADE