PUBLICIDADE

Polícia Civil prende mais cinco por envolvimento na morte de vítima do "tribunal do crime"

Leonardo Cabral em 05 de Novembro de 2021

Divulgação/ PC Ladário

Após prisão de quatro, PC prendeu mais cinco, sendo dois deles, já detido em presídios de Corumbá e Capital

Em continuidade à investigação da morte de Lucas Matheus de Souza Mendoza, encontrado boiando no rio Paraguai, em agosto deste ano, a Polícia Civil de Ladário, na fase final da operação Atrium, prendeu e  indiciou mais cinco homens por envolvimento no assassinato. Em setembro, quatro já haviam sido detidos. Todos tem idade entre 21 e 38 anos. 

Conforme a Polícia Civil, Lucas Matheus foi sequestrado e morto após julgamento do "tribunal do crime" de uma facção criminosa que atua em diversas regiões do Brasil.

No decorrer das investigações, foram identificados mais dois integrantes da facção que participaram do "julgamento", sendo lideranças que atuam dentro dos presídios de Corumbá e na penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande, os quais também foram indiciados e cumpridos mandados de prisão.

Já nesta sexta-feira, 05 de novembro, foram presos mais três suspeitos, dois em Corumbá, com apoio da Polícia Penal, e um em Campo Grande, pelo Setor de Investigação da 5ª Delegacia de Polícia da Capital, totalizando nove acusados presos e indiciados por organização criminosa e homicídio qualificado.

Entenda o caso

O corpo de Lucas Matheus foi encontrado boiando nas águas do rio Paraguai, na região da Boca do Paraguai Mirim, distante cerca de 15 quilômetros da área urbana de Corumbá, nas proximidades da Base Naval do Rabicho, da Marinha do Brasil, no dia 25 de agosto. A vítima apresentava corte no pescoço (esgorjamento), várias lesões no rosto, ferimento profundo na cabeça e um corte no abdômen. 

[foto2]Um dia antes de o corpo de Lucas ser resgatado, ele tinha saído na companhia de um indivíduo para fazer corrida de aplicativo. Na verdade, ele caiu em uma armadilha da facção criminosa e acabou cruelmente assassinado.

A população pode realizar denúncias à Polícia Civil de Ladário via aplicativo WhatsApp pelo número 67 99668-1679. O sigilo da identidade e do número telefônico são mantidos.

PUBLICIDADE