PUBLICIDADE

Após meses sem contato, alunos e professores se reencontram na sala de aula com “atendimento individualizado”

Leonardo Cabral em 20 de Maio de 2021

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Além de marcar reencontro entre professores e alnos, Atendimento individualizado também permite reforço escolar

Após meses sem contato algum, alunos e professores da Rede Municipal de Ensino de Corumbá, estão voltando a se encontrar dentro de uma sala de aula. A Secretaria de Educação deu início ao “Atendimento Individualizado”. Os estudantes se mostram felizes pelo retorno, mesmo de maneira mais lenta, para a sala de aula. Estão aproveitando o momento para matar a saudade dos mestres e também, reforçar o aprendizado.

“O trabalho é o reforço para aquelas famílias e crianças que necessitam de uma maior atenção. Os pais agendam com a escola para tirar dúvidas das crianças em relação às atividades que foram impressas e enviadas para eles durante o período em que estão em casa. Tudo isso está sendo feito para melhorar e qualificar ainda mais o aprendizado das crianças”, disse o secretário de Educação Genilson Canavarro.

A professora, Maria Zilda de Souza, da Escola Municipal Barão do Rio Branco, atendeu um dos alunos na  quarta-feira, 19 de maio. Para ela, o momento representa muito e vai além da relação entre educador e estudante. É a retomada da proximidade com a criança, mesmo que ainda com as máscaras escondendo o sorriso.

“Eles precisam desse contato, nem que seja um por um, ainda mais nessa fase em que estão aprendendo a ler, escrever, a conhecer letras. Estava com muita saudade disso tudo”, disse com risos Maria Zilda.

Já para a educadora, Norma Negrete, o atendimento individualizado só vem a somar, pois além do retorno do contato com os pequenos, a saudade diminui. “É importante, pois é uma maneira de auxiliar o aluno na defasagem que está tendo em casa nesse período da pandemia. Estava com saudades, agora como surgiu esse momento para auxiliar o desempenho, esse contato é bom tanto para nós como para eles”, falou Norma.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Professora, Maria Zilda, o momento representa muito e vai além da relação entre educador e estudante

Mesmo sem a companhia dos amiguinhos, Carlos Alexandre Fonseca Pereira, de 08 anos, afirmou ao Diário Corumbaense que estava muito feliz em estar junto com a professora. “Eu estava com saudades de vir para a escola. Não vejo a hora de tudo voltar ao normal. Ainda sinto falta dos amiguinhos, mas venho aqui para aprender mais ainda com a ajuda dela. É muito bom”, disse Carlos, que é aluno do colégio Barão do Rio Branco.

Possível retorno presencial

As aulas presenciais estão suspensas na Reme de Corumbá, desde o ano passado. Porém, nesse período, os alunos se mantiveram assistidos pelas escolas, através do envio do conteúdo com o uso da tecnologia, ou seja, da internet e também pela retirada de material impresso.

No entanto, há expectativa de que as aulas presenciais, mesmo de forma híbrida, possam retornar no segundo semestre deste ano. Foi o que revelou o secretário de Educação Genilson Canavarro.

“Estamos aguardando a segunda dose da vacina aos nossos profissionais de educação, provavelmente a partir de julho em diante. Agora é trabalhar o reforço com aula individualizada onde então, poderemos, dependendo do cenário, partir para o remoto, e em seguida para o modo híbrido e posteriormente regular. É um planejamento sem muito alarde, sem obrigar os professores, estamos cuidando deles e das famílias, para evitar ao máximo a contaminação. O vírus ainda está presente, ele não foi embora”, frisou Genilson a este Diário.

O Atendimento Individualizado segue todos os protocolos de medidas de biossegurança contra o novo coronavírus. “Todo atendimento ao aluno é feito com o uso de máscaras, sem nenhum tipo de aglomeração para diminuir a contaminação pelo vírus”, finalizou o secretário de Educação.

PUBLICIDADE