PUBLICIDADE

Operação Ágata apreende mais de 40 kg de cocaína; 1,5 mil veículos foram vistoriados

Leonardo Cabral em 26 de Novembro de 2020

Divulgação

Droga estava em poder de dois bolivianos num trecho conhecido como "Estrada do Gaúcho"

A Operação Ágata Pantanal XIII apreendeu 41 quilos de cocaína, que estavam em poder de dois bolivianos, na fronteira de Corumbá com o país vizinho, no último domingo (22) na região conhecida como “Estrada do Gaúcho”. Além dessa apreensão, duas pessoas foram autuadas portando munições e armamentos irregulares e houve ainda apreensão de dinheiro não declarado à Receita Federal do Brasil.

A operação, que teve início no dia 17 de novembro e se encerrou na quarta-feira, 25, vistoriou 1.508 veículos, em pontos estratégicos, como no Posto Lampião Aceso, Buraco das Piranhas e no posto de fiscalização da PRF, na BR-262. 

A Ágata Pantanal XIII na faixa de fronteira oeste, envolveu o Comando Militar do Oeste (CMO) e a 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, em atividades conjuntas com os órgãos de segurança pública e fiscalização (OSPF) de Mato Grosso do Sul.

Divulgação

Fiscalização aconteceu em vários pontos que ligam a região do Pantanal com a fronteira

Coordenada pelo Ministério da Defesa, a operação consiste na execução de atividades conjuntas das Forças Armadas, em apoio aos OSPF, federais e estaduais, visando intensificar a presença do Estado nas regiões da faixa de fronteira e fortalecer a prevenção, o controle, a fiscalização e a repressão aos delitos transfronteiriços, tais como drogas, armas e munições e descaminho.

Integração

A Força Terrestre Componente do Exército Brasileiro, empregou a 18ª Bda Inf Fron, por meio do 17º Batalhão de Fronteira, em Corumbá; do 47º Batalhão de Infantaria, em Miranda; o 9° Batalhão de Engenharia de Combate reforçou a 2ª Companhia de Fronteira, em Porto Murtinho com um Pelotão de Engenharia de Combate; além da 18ª Companhia de Comunicações e dos Pelotões Especiais de Fronteira de Porto Índio, de Forte Coimbra e Barranco Branco, atuando em suas áreas de operações, com lanchas de combate e com meios especiais recebidos do CMO.

Divulgação

As ações da fase 13 da Ágata foram encerradas nesta quarta-feira

No total, a atuação contou com um efetivo de cerca de 556 militares e ainda cães farejadores. Houve ainda a integração e colaboração da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Receita Federal do Brasil, Força Nacional e de policiais militares do Estado do Mato Grosso do Sul, que atuaram sinergicamente com os militares das Forças Armadas.

Ágata

Desde 2017, a operação Ágata realiza uma nova formatação de atuação. Nas edições anteriores, a operação era desencadeada a nível nacional e simultaneamente em todas as fronteiras brasileiras.

Hoje, segundo o Ministério da Defesa, elas são pontuais, sem datas previstas para ocorrer e sem prazo determinado.

PUBLICIDADE