PUBLICIDADE

Prefeitura de Corumbá já investiu quase R$ 107 milhões em obras e ações

Leonardo Cabral em 24 de Janeiro de 2020

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Prefeito Marcelo Iunes fez balanço das ações realizadas em sua gestão

Ações e obras que totalizam R$ 106.965.125,73. Esse é o balanço das intervenções feitas pela atual administração de janeiro de 2017 a dezembro de 2019. Os dados foram apresentados pelo prefeito Marcelo Iunes, nesta sexta-feira, 24 de janeiro, durante coletiva de imprensa realizada no Sindicato Rural de Corumbá.

"O montante, é fruto de uma gestão planejada. Trabalhamos projetos com execução viável que nos permitem desenvolver ações estratégicas em todos os cantos da nossa cidade” disse o prefeito. Iunes reforçou também os investimentos para este ano, que irão beneficiar diferentes áreas. Parte dos recursos vem de emendas parlamentares federais que foram asseguradas durante a presença do prefeito em Brasília no final do ano.

“Desenvolver projetos e ações estratégicas para a nossa cidade é um compromisso da nossa gestão com o cidadão corumbaense. Nós fomos lá em Brasília para assegurar os recursos que irão contribuir para o desenvolvimento da nossa cidade e também na melhoria de vida dos  munícipes. São valores destinados à Corumbá para as áreas da saúde, segurança pública, pavimentação, turismo e que já estão empenhados”, destacou Iunes ao frisar que a pavimentação de ruas atenderá os bairros Previsul e Industrial, Guatós e da área conhecida como Planalto.  

As emendas federais, que somam R$ 12,9 milhões, foram asseguradas pelo senador Nelson Trad Filho; senadora Soraya Thronicke; deputados federais Luiz Ovando, Beto Pereira e Tio Trutis e também pelo diretor de Implementação de Programas e Gestão de Fundos (DIPGF) da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Renato dos Santos Lima. O Município conta com parceria essencial do governador Reinaldo Azambuja e da Câmara Municipal, ressaltou o prefeito. 

Investimentos 

Marcelo Iunes anunciou a chegada de mais um carro fumacê e o abastecimento de mais 400 litros de inseticida para o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, febre amarela, chikungunya e o vírus zika, que também poderá atender a cidade de Ladário e a região de fronteira.

O prefeito ressaltou que as ações conjuntas com forças militares e a população são necessárias para a cidade conter o avanço da dengue. O município já registrou uma morte e quase 700 notificações da doença e há a suspeita de que uma menina de nove meses contraiu a febre chikungunya na cidade. 

Destacando outras ações na área da saúde, Iunes informou que nos dois últimos anos, a fila para exame de mamografia na cidade foi zerada e que uma consulta com cardiologista, que antes demorava três meses para o paciente ser atendido, passou para 15 dias de espera. A Prefeitura aplicou mais de R$ 17 milhões em reformas e ampliações da rede de saúde. 

Reprodução

Além disso, Corumbá foi beneficiada com novas especialidades que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como Dermatologista, Geriatria, Infectologista, Proctologista, Psiquiatria, Terapeuta Ocupacional, Gineco-colposcopia e também com novos exames que não eram realizados aqui e que agora são feitos na rede como ressonância magnética, exames oftalmológicos, densitometria óssea, ultrassonografia de vias biliares e abdômen superior.

Na Educação, a gestão atual ampliou em 40,29% as matrículas na Rede Municipal de Ensino. Foram criadas 1.383 vagas, sendo 1.105 na Educação Infantil e 278 novas vagas no Ensino Fundamental. Houve ainda  contratação de 280 profissionais da Educação para a rede municipal de ensino; além da entrega do kit escolar e de uniformes pelo segundo ano consecutivo para todos os alunos.

O prefeito firmou o compromisso de entregar a Escola Municipal Ercy Cardoso, com previsão de abertura em julho deste ano, no bairro Guatós. Isso vai possibilitar a ampliação de 100 vagas na Educação Infantil e 500 vagas no Ensino Fundamental, implantação de bibliotecas em todas as escolas municipais em parceria com mineradora da cidade, bem como Energia Solar por meio de sistemas fotovoltaicos em escolas da zona rural. O prefeito ainda afirmou que vai entregar os uniformes e kits escolares até fevereiro, quando se inicia o ano letivo de 2020 e todas as escolas rurais contarão com lousa de vidro.

Marcelo também apresentou um comparativo dos investimentos feitos em estrutura nos últimos 14 anos. De 2005 a 2012, por exemplo, a cidade recebeu 464 mil metros quadrados de pavimentação, segundo levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos.

De 2013 a 2016 esse número caiu para 136,2 mil e, de 2017 a 2019, subiu para 255,5 mil metros quadrados de vias pavimentadas. Já em relação a drenagem, de 2005 a 2012 foram 19,7 mil metros executados; de 2013 a 2016 foram 7,3 mil metros; e de 2017 a 2019, 21,8 mil metros de drenagem. E de recapeamento, a atual gestão já entregou à população mais de 463,8 mil metros de ruas refeitas, um total de 295 quadras.

Recursos próprios e valorização dos servidores

Parte dessas ações, conforme o prefeito, foi executada também com recursos próprios da Prefeitura que são oriundos de impostos recolhidos pela administração, como a arrecadação do Programa de Recuperação Fiscal para com a Fazenda Pública Municipal (Refis/2019) que teve uma arrecadação recorde, totalizando R$ 8 milhões: R$ 2 milhões em pagamento à vista e o restante, em parcelas.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Para 2020, emendas parlamentares estão asseguradas, são quase R$ 13 milhões

Em relação aos servidores, Iunes disse que quer viabilizar aporte, com recursos próprios, do participativo da Cassems para aposentados e pensionistas para que possam ser beneficiados pelo plano de saúde. Também anunciou que proposta de promoção dos servidores por antiguidade, vai ser encaminhada para a Câmara de Vereadores discutir e votar. "A última progressão de carreira foi em 2014. Isso significa  a valorização dos nossos servidores de maneira geral”, destacou o prefeito.

Fonplata

Iunes apontou as principais mudanças feitas no projeto inicial do Fonplata e que permitiram ampliar a quantidade de bairros assistidos por obras de drenagem, pavimentação asfáltica e recapeamento de ruas. Com isso, foi possível diminuir o que estava previsto para ser gasto nos parques urbanos Orla dos Ipês e Jaguatirica sem afetar viabilidade, a utilidade e a segurança desses equipamentos.

Com a economia, que totalizou cerca de 6 milhões de dólares, sobrou mais dinheiro para investir em obras de drenagem e pavimentação em toda a cidade, inclusive no bairro Padre Ernesto Sassida, na avenida Porto Carrero e no Conjunto Vitória Régia, onde as obras estão em andamento.

“Com o Fonplata, estamos desenvolvendo ações estratégicas. A drenagem, inclusive, é uma obra que depois de pronta ninguém vê, mas é de importância fundamental. Investimos e estamos melhorando cada vez mais a condição de Corumbá nessa questão. Vamos avançar ainda mais no que diz respeito à drenagem”, disse o prefeito ao informar que o Município vai começar, em breve, a implantação de drenagem profunda em novos trechos do município, inclusive na parte alta da cidade.

PUBLICIDADE