Dicas para a prova de Redação do Enem

Coluna Coisas da Língua, com Rosangela Villa(*) em 01 de Novembro de 2019

Caros leitores

No próximo domingo, dia 03 de novembro, será realizada a primeira etapa do Exame nacional do ensino médio 2019. Nessa fase, será aplicada a prova de redação. Não é preciso ressaltar que a redação representa um bicho de sete cabeças para muitos. A prova é sempre muito aguardada e temida porque representa a única linha de corte no exame, em que a nota zero elimina o candidato de concorrer a uma vaga numa instituição pública de ensino superior. Convém registrar que, a cada ano, o INEP se torna mais exigente na avaliação da prova de redação e, neste ano, isso não será diferente.

De início, o candidato deverá levar em conta as notícias relevantes em nível regional, nacional e internacional do mês de junho para cá. Isso porque a prova é feita meses antes do exame. Outra coisa, deve lembrar que os textos de apoio do tema da questão não poderão ser copiados ou parafraseados, pois isso acarretará em perda de pontos preciosos, mas você poderá utilizá-los para ajudar na elaboração e organização da sua ideia e na abordagem do assunto.

Elencamos a seguir, orientações que você deverá levar rigorosamente em conta para ser minimamente bem sucedido na sua prova: a caneta terá que ser de tinta preta; qualquer sinal fora do texto, seja um pingo, um número, um desenho, um risco qualquer, vai zerar a redação; pingo em forma de coração, de bolinha no i ou no j também não pode; é escrever o texto e nada mais; sem recadinhos, sem pedido de ajuda, sem comentários sobre ter feito bem ou não a prova; na competência 5 (proposta de intervenção) precisa ter o agente (quem faz), a ação (o quê), o objetivo (para quê) e como fazer; se tudo isso for acompanhado de um detalhamento, você poderá obter a nota máxima; ao citar algum filósofo, esse deve estar bem amarrado com a tese e argumentação do texto, citar só para dizer que citou não resolve nada, aliás, prejudica; a competência 4 (seleção e argumentação de fatos e opiniões que sustentam a sua opinião) pede principalmente conectores entre parágrafos, além dos intra-parágrafos, eles devem estar bem utilizados no texto; há pessoas que os colocam, mas não tem amarração nenhuma, estão lá simplesmente por estar, sem mostrar utilidade; outra coisa é a translineação, ao separar a sílaba no final da linha, nunca deixar uma vogal sozinha, quer seja na linha de cima ou na de baixo; por exemplo, a palavra acreditar, chegou no final, coloca o a- e -creditar na outra linha. E por fim, mas não menos importante nesse processo todo, fique calmo, durma bem na noite anterior, se alimente bem, leve garrafinha de água, seus documentos pessoais e caneta reserva. Nós estamos torcendo muito para você fazer uma ótima prova. 

(*) Rosangela Villa é professora associada da UFMS e colaboradora do Diário Corumbaense.