PUBLICIDADE

Suspeito de triplo homicídio é preso na faixa de fronteira com a Bolívia

Rosana Nunes em 15 de Outubro de 2019

Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Momento da chegada do suspeito à Delegacia de Polícia Civil de Corumbá

O homem identificado como Laudinir da Silva Penaz, 34 anos, conhecido pelo apelido de "Corumbá", acusado de ser o autor de triplo homicídio e tentativa de homicídio, foi preso na manhã desta terça-feira, 15 de outubro, na região do Jacadigo, numa área conhecida como Carmen de la Fronteira, na divisa com a Bolívia.

A informação foi confirmada ao Diário Corumbaense pelo comandante do 6º Batalhão da Polícia Militar, tenente-coronel Silva Neto. Desde o dia dos assassinatos, no domingo (13), equipes da PM e da Polícia Civil vinham trabalhando em conjunto para identificar o autor dos crimes e o paradeiro dele. 

Ainda não há mais detalhes sobre a prisão do suspeito, que já foi trazido para a cidade.

Os homicídios

Pedro Carlos Aquino, 45 anos; Jocemar Gonçalves dos Santos, de 36 anos e João Estevão Cáceres, de 50 anos foram executados na fazenda Coqueiro, que fica localizada na estrada que vai para Forte Coimbra, distante cerca de 60 quilômetros da área urbana de Corumbá, na tarde de domingo, 13 de outubro. Uma quarta vítima, Vinícius Schumacher de Lima, de 27 anos, baleado na lateral esquerda da boca, foi internado na Santa Casa. Todas as vítimas vieram de Guia Lopes da Laguna para fazer serviço de empreitada na propriedade rural.

O latrocínio (roubo seguido de morte) é uma das linhas de investigação, já que as vítimas haviam recebido R$ 2 mil na última sexta-feira pelos serviços. "Corumbá" fugiu em um Fiat Strada, que na mesma noite de domingo, foi encontrado incendiado na parte alta da cidade. 

Com a prisão de "Corumbá" a Polícia deve esclarecer o caso. (matéria atualizada para inclusão do nome do suspeito e foto)

PUBLICIDADE