PUBLICIDADE

Polícia conclui investigação de execução de jovem, prende três e divulga fotos de dois foragidos

Leonardo Cabral e Rosana Nunes em 05 de Setembro de 2019

Divulgação/PC (Fotos editadas pelo Diário Corumbaense)

Estão foragidos: Ellen Nara Martins Romero e Flávio Elias Magalhães da Silva

A Polícia Civil de Corumbá esclareceu a morte de Danielle Pereira de Magalhães, de 17 anos, e divulgou os nomes dos cinco envolvidos na execução da jovem, nesta quinta-feira, 05 de setembro. São duas mulheres identificadas como Tuanny dos Santos e Ellen Nara Martins Romero e três homens: André Benevides Chimenes, Sebastião dos Santos Avelar e Flavio Elias Magalhães da Silva. Todos os acusados são apontados como integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Conforme as investigações, Danielle foi morta por supostamente ser simpatizante de outra facção criminosa, o Comando Vermelho. Dos cinco envolvidos, três já foram presos: Tuanny dos Santos, André Benevides e Sebastião Avelar. Este último, foi detido na região central, em ação conjunta da equipe de Homicídios da Polícia Civil, do Setor de Inteligência da Polícia Militar e da Força Tática da PM, na quarta-feira (04).

Junto com Sebastião, que estava com o celular da vítima, também foi detido outro indivíduo, que acabou confessando ter dado abrigo ao “amigo” após a execução da garota. Na residência dele, os policiais apreenderam uma porção de cocaína, alguns aparelhos celulares, duas munições intactas e uma deflagrada de calibre 38.

Estão foragidos, Flávio Elias Magalhães da Silva e Ellen Nara Martins Romero. Todos eles tiveram a prisão temporária decretada pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Corumbá a pedido do delegado responsável pelo caso, Willian Rodrigues.

Flávio já tem passagem policial por envolvimento no assassinato do cabo da reserva da Polícia Militar, Luiz Vargas Aguilar. O crime aconteceu no dia 08 de julho de 2017, no bairro Guatós, parte alta de Corumbá. Ele e outros dois indivíduos foram indiciados por homicídio qualificado. Na época, foi apurado que os três tinham rixa com moradores, que solicitaram apoio ao pm da reserva, que acabou morto. 

A Polícia Civil disponibiliza o telefone (67) 99806-0857 (WhatsApp) para informações que possam levar à prisão dos foragidos e ainda os telefones (67) 3234-7100 da 1ª Delegacia de Polícia e 190 da Polícia Militar. O anonimato é garantido.

Relembre o caso

O corpo de Danielle Pereira de Magalhães de 17 anos, foi encontrado em avançado estado de decomposição por uma equipe da Polícia Civil, que fazia buscas no morro da região do bairro Pantanal, mais conhecido como Loteamento Pantanal, de locais que poderiam servir como esconderijo de motos roubadas ou furtadas na cidade.

Reprodução/ Edição Diário Corumbaense

Corpo de Danielle foi achado em um morro no Loteamento Pantanal

O corpo da jovem foi reconhecido por familiares, que procuravam por ela desde o dia 27 de agosto, quando saiu de casa no final da tarde e não foi mais vista.  

Danielle foi atraída por uma “amiga”, que seria uma das envolvidas na execução, para ser julgada pelo “tribunal do crime”. Exames da Perícia Técnica, apontaram que ela sofreu esgorjamento (corte no pescoço) e teve perfurações de bala nas costas e no braço.

PUBLICIDADE