PUBLICIDADE

Diretora boa para cachorro!

Por Victor Raphael (*) em 07 de Março de 2019

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

A "disciplina" da nossa personagem chamou a atenção de todos

Ser totalmente comprometido no exercício das suas funções profissionais é uma tarefa difícil. No carnaval, isso se torna um desafio ainda maior, pois há uma série de nuances e obstáculos que podem te impedir de focar em seu objetivo. Para um diretor de escola de samba esse desafio é ainda maior, até pela natureza da função: via de regra você não começa e termina um desfile com a mesma incumbência.

Há sempre uma situação a resolver, seja um componente que não esteja com a sapatilha correta e você tenha que trocar, uma arrumadinha no costeiro das fantasias ou até mesmo corrigir um buraco que se abre na evolução da escola. Por isso a personagem dessa crônica de pós-carnaval é impressionante.


Alguém com esse nível de concentração não é fácil de se achar: séria, compenetrada, consciente de suas funções. Se a tarefa designada era acompanhar o carro alegórico, cumpriu com louvor. Concentração total, andando quando o carro andava e parando quando o carro parava. Olhar fixo, alheio ao que acontecia a sua volta, se dedicando inteiramente ao que foi fazer na avenida.


Isso chamou atenção do público presente na Passarela do Samba, desde os paralelepípedos da Frei Mariano e passando ao asfalto que virara um tapete branco para os desfiles na Avenida General Rondon. Os aplausos vieram, mas ela não se abalou... fugiu da imprensa, talvez por entender que quem devia amealhar fotos, vídeos e matérias fosse a escola e não ela, resignada em sua humildade. Ainda assim, foi reconhecida pela sua passagem com tanto zelo pela avenida.

Mais do que isso, foi mencionada honrosamente na premiação do Esplendor do Samba, do Diário Corumbaense. O público que assistia as imagens ovacionou nossa personagem, que passa para as páginas mais interessantes e peculiares do carnaval corumbaense: a cadelinha que acompanhou seu dono, que era um dos empurradores de carro alegórico da Caprichosos, com a sua indumentária verde, roubou a cena dos desfiles das escolas de samba de 2019.


(*) Victor Raphael é compositor e diretor da Liga Independente das Escolas de Samba de Corumbá.

Comentários:

Telma Esteves: Achei lindo ela desfilando, parabéns para o tutor, vejo que essa cachorrinha é muito querida.

PUBLICIDADE