Menu

Fale Conosco Expediente Buscar

Corumbá, MS
18 de Dezembro de 2017
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Padre quer voltar a celebrar missas na igreja Matriz até o Natal: “desse ano não passa”

Marcelo Fernandes em 23 de Janeiro de 2017

A igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária deve voltar a receber missas em dezembro deste ano. A previsão é do padre Fábio Vieira, pároco da Catedral. O templo está interditado desde junho do ano passado, quando parte da estrutura de gesso do teto caiu. “Desse ano não passa, quero celebrar o Natal aqui, a missa do Natal dentro da Catedral novamente. Dezembro eu reabro a Catedral, ou antes. Ano que vem as celebrações da padroeira voltam para seu devido lugar. Esse ano é excepcional”, disse o religioso ao Diário Corumbaense ao destacar que as celebrações da padroeira da cidade serão na sede da Casa de Cultura Luiz de Albuquerque (ILA).

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Padre Fábio destacou parceria da Prefeitura, Estado e comunidade

Padre Fábio explicou que para a liberação da igreja pela Defesa Civil precisam ser concluídas obras relacionadas à instalação elétrica e contenção do teto. “Conversamos essa situação com a Prefeitura, que garantiu a retomada das ações em fevereiro. As telhas estão todas aqui, o teto não foi concluído, falta colocar a estrutura do teto, do forro, a parte do gesso que caiu. Fazendo o teto e a cobertura, entramos com as obras da parte elétrica que nos foi dada pelo Governo do Estado”, informou.

O Estado também analisa o processo para declarar a Catedral como patrimônio histórico Estadual. “Acreditamos que em fevereiro saia o decreto da Catedral como patrimônio histórico do Estado. O processo já foi concluído. Sendo a Catedral um patrimônio histórico, o governo do Estado tem como ajudar. Estamos no aguardo de em fevereiro ou março saia o decreto e, com ele, a verba de 298 mil reais para a parte elétrica da igreja”, disse.

De acordo com o pároco, as obras têm sido realizadas passo a passo. “Temos a parte que a Diocese nos doou e o coro está na parte final, com recuperação das característica originais. Até o início de fevereiro está pronto. Depois iremos para a escada, que está desembargada. A escadaria vai ganhar jardineira. Vai ficar acolhedora. Recebemos doação de uma empresa para a escadaria também.Terminada a festa [da padroeira], queremos entrar nos anexos com o que arrecadarmos com as celebrações. A Catedral vai ficar à vista, com iluminação externa, vamos demolir anexos para isso. É um projeto que se tivéssemos dinheiro, 2 milhões de reais faríamos. Mas , vamos por etapas”, completou o padre Fábio.

Catedral foi interditada em junho do ano passado; desde então, obras têm sido realizadas "passo a passo"

Pároco da catedral há cerca de cinco anos, Fábio Vieira destacou a ajuda da comunidade para reformar a igreja Matriz de Nossa Senhora da Candelária. “Os fiéis nos ajudaram e continuam nos ajudando, se não fossem os fiéis contribuir muito não teria disso feito”, finalizou lembrando que a última grande reforma foi na década de 70 – do século passado – e reforçando que as missas seguem diárias no salão paroquial.

Novena da Padroeira começa nesta terça-feira

Com o tema “Maria é Aquela que acreditou e, do seu seio, correram rios de água viva, que vêm rogar a história dos homens”, as comemorações pelo dia de Nossa Senhora da Candelária, Padroeira de Corumbá, começam nesta terça-feira, 24 de janeiro. “Por conta da interdição da igreja tudo vai acontecer no prédio da Casa de Cultura Luiz de Albuquerque (ILA) sempre a partir das 18h15 com translado da imagem da Santa ao ILA. De 24 de janeiro a 02 de fevereiro o ILA fica à disposição da paróquia”, disse o padre Fábio Vieira a este Diário.

“Nossa Senhora da Candelária é padroeira de Corumbá e padroeira da Diocese e todos são convidados a festejar a padroeira da Diocese. A novena são os nove dias que antecedem a festa da padroeira,é um momento de reunião de toda a comunidade católica para celebrar sua padroeira. Fazemos esse ponto alto de espiritualidade, nesses últimos cinco anos como pároco estamos, cada vez mais, envolvendo a comunidade corumbaense nessa celebração”, salientou o religioso.

Governo também analisa o processo para declarar a Catedral como patrimônio histórico Estadual

Duas ações da programação foram destacadas pelo padre. “Faremos a carreata pelas ruas da cidade, dia 28 de janeiro, a partir das 09h30 saindo da Catedral e com a bênção dos carros. E o próprio dia da padroeira, 02 de fevereiro, desde cedo com cinco missas, com procissão saindo da igreja Nossa Senhora Aparecida até aqui, a porta da Catedral, com a missa final celebrada pelo bispo diocesano, Dom Martinez, e a coroação solene de Nossa Senhora da Candelária”, concluiu.

Ações e Compartilhamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE