PUBLICIDADE

Em menos de 24h, Marinha resgata idoso e menino no Pantanal

Leonardo Cabral em 18 de Junho de 2021

Divulgação/Marinha do Brasil

Idoso na chegada ai heliponto na Marinha

Em menos de 24h, a Marinha do Brasil, foi acionada pelo Corpo de Bombeiros, para resgatar duas pessoas na região do Pantanal. Menino de 11 anos e idoso de 67 anos, moradores em diferentes regiões, foram trazidos para atendimento médico na cidade.

O resgate foi realizado em aeronave do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Oeste, organização Militar subordinada ao Comando do 6º Distrito Naval.

O idoso resgatado vive na região do Taquari, distante cerca de 70 km de Corumbá, apresentava dores e obstrução urinária e chegou à cidade no final da manhã de ontem (17).

O segundo resgate foi na região de Porto Índio, a aproximadamente 150 km de Corumbá. O menino de 11 anos, sofreu uma queda e fraturou o braço e antebraço.

Divulgação/Marinha do Brasil

Criança foi levada para atendimento na Santa Casa

O deslocamento foi feito com acompanhamento de um médico do Hospital Naval de Ladário (HNLa) e, na chegada ao heliponto do Esquadrão de Helicópteros, uma ambulância do Corpo de Bombeiros seguiu com os pacientes para a Santa Casa de Corumbá.

A Marinha do Brasil esclarece que o resgate de vítimas, por meio de Evacuação Aero Médica (EVAM), empregando helicópteros do Comando 6º DN, é realizado após solicitação do Corpo de Bombeiros, apenas em locais onde o acesso é difícil ou inviável via terrestre e em caso de emergência.

O voo depende, ainda, de diversos fatores, como condições meteorológicas, período diurno, distância, entre outros.

Comentários:

Isaías de Jesus Campos : O corpo de bombeiros de Corumbá deveria ter aeronaves próprias para fazer resgastes em área de difícil acesso no pantanal e combate à incêndio. 60 % do pantanal fica em Mato Grosso do Sul e a maior parte fica no município de Corumbá. São os municípios mais antigos do MS. Quase 250 anos. Já passou da hora de não depender de favores da Marinha para realizar resgastes e de outros estados para combater incêndios no pantanal.

PUBLICIDADE