PUBLICIDADE

Ônibus clandestino que saiu de Corumbá é apreendido em São Paulo

Leonardo Cabral em 07 de Março de 2021

Reprodução/Diário do Transporte

Ônibus saiu de Corumbá com 34 passageiros bolivianos

Um ônibus de viagem, que saiu de Corumbá, com 34 passageiros, todos de nacionalidade boliviana, foi apreendido nas imediações do Brás, bairro de São Paulo, no sábado, 06 de março. A apreensão faz parte de uma ação de fiscalização e combate ao transporte irregular interestadual de passageiros, realizada por agentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT.

Todos os passageiros foram conduzidos ao terminal rodoviário do Tietê, onde a Guarda Civil Metropolitana utilizou sua divisão de cães farejadores para uma vistoria minuciosa nas bagagens de todos os integrantes da viagem.

Os fiscais federais da ANTT constataram que o ônibus, além de clandestino, estava com pneus carecas, extintor de incêndio vencido, não tinha cinto de segurança em todas as poltronas e o motorista não tinha curso específico para o transporte coletivo de passageiros.

Reprodução/Diário do Transporte

Várias irregularidades foram constatadas durante o flagrante, como pneus "carecas"

Também ficou constatado através do disco tacógrafo, equipamento que registra dados sobre o veículo, como velocidade e períodos de paradas e tempo de viagem, que, durante seu trajeto de mais de 1.400 quilômetros, o ônibus ultrapassou várias vezes a velocidade máxima permitida.

Foram lavrados autos de infração para todas as irregularidades constatadas e o veículo foi recolhido ao depósito da ANTT.

A ação

A apreensão faz parte de mais uma etapa da Operação Pascal, cujo objetivo é tirar de circulação veículos que realizam transporte clandestino de passageiros.

Participaram ainda o Grupo Nacional de Repressão ao Transporte Clandestino, que atuou em apoio à unidade regional de São Paulo juntamente com a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Civil. 

ANTT

Os fiscais alertam os passageiros para os riscos de viajarem em veículos clandestinos e solicita que a população denuncie através do telefone: 166, WhatsApp: (61) 99688-4306 ou no e-mail: ouvidoria@antt.gov.br.

Com informações do site Diário do Transporte.

PUBLICIDADE