PUBLICIDADE

Combate ao fogo no Pantanal entra no quarto dia e Corumbá já soma 1.845 focos de queimadas

Leonardo Cabral em 04 de Julho de 2020

Foto enviada ao Diário Corumbaense

Fogo ainda pode chegar à sede da Escola Jatobazinho

Entra no quarto dia, neste sábado, 04 de julho, o combate ao fogo que se alastra na região do Jatobazinho, Pantanal de Corumbá. As chamas ainda oferecem risco de chegar até a sede da Escola Jatobazinho - atividade de ensino central da Ong Acaia Pantanal, que atua em parceria com a Prefeitura de Corumbá, localizada na região da Serra do Amolar.

O trator que estava sendo aguardado para ajudar no combate ao fogo já está sendo usado, de acordo com o coronel Ângelo Rabelo, do Instituto Homem Pantaneiro (IHP). “Já foram consumidos em torno de 5 a 10 hectares e o fogo ainda oferece risco de chegar até a escola, que está sem aulas, devido a pandemia do novo coronavírus. Também percebemos que o incêndio se encontra em uma área de difícil acesso e estamos avaliando a contratação de mais brigadistas”, disse Rabelo informando ainda sobre o Corpo de Bombeiros. “Dois militares da corporação estão sendo aguardados para avaliar se haverá a necessidade do reforço para conter o incêndio”, completou.

Foto enviada ao Diário Corumbaense

Brigadistas seguem no combate ao fogo e trator que era aguardado já chegou na região

Ao todo, seis brigadistas enviados pelo IHP trabalham na combate às chamas. Ainda conforme informações apuradas pelo Diário Corumbaense, o fogo teria sido controlado na tarde de ontem, mas voltou a ganhar proporção durante à noite. O incêndio se concentra em uma área úmida, porém o vento é um dos fatores que contribuem para que as chamas se alastrem de forma intensa e rápida.

A Polícia Militar Ambiental (PMA) esteve fazendo operação nessas duas últimas semanas na região. Ocorrência de extração de mel que deu origem a alguns focos na região foi constatada. Também, de gente tirando madeira e para limpar a área, atearam fogo. Nessa área da queimada não há atividades de pecuária e fazenda ativa.

Queimadas

Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais- INPE, revelam que de ontem (03) para hoje (04), os focos de queimadas aumentaram na região de Corumbá, 26 a mais foram contabilizados.

A cidade já soma um total 1.845 focos desde o primeiro dia do ano. Julho já contabiliza 76 focos. E nas últimas 48h foram registrados 35 focos de incêndios. Corumbá também aparece na ponta, quando lidera o ranking de queimadas em todo o Brasil.

PUBLICIDADE