PUBLICIDADE

Profissionais da saúde aderem à campanha e pedem para as pessoas ficarem em casa

Campo Grande News em 19 de Março de 2020

Reprodução/Facebook

Os profissionais do HR: José João de Souza Neto; Volnei Aparecido Lopes; Gilvsnete Ferreira Filha; Eulila Bueno de Souza; Lelian salve Coelho; Michela Katiuce Marques; Claudia Aparecida de Amorim; F

Profissionais da saúde de Mato Grosso do Sul aderiram à campanha internacional pedindo para a população ficar em casa durante pandemia do novo coronavírus. Sete casos da doença foram confirmados no Estado e o temor de médicos, enfermeiros, técnicos e administrativos é a sobrecarga das unidades públicas e particulares.

Com vestimentas de trabalho e empunhando um simples papel sulfite, a equipe do centro cirúrgico do Hospital Regional faz o seguinte apelo: “Nós estamos aqui por você. Por favor, fique em casa por nós!”.

Do setor administrativo, Wevergton Carvalho, 39 anos, trabalha na unidade há 15 anos e aderiu à campanha por considerá-la muito importante neste momento. A inspiração, segundo ele, foi uma imagem que viralizou na internet com os mesmos dizeres em inglês. No Brasil, os profissionais resolveram traduzir a campanha para o português. 

O HR possui cerca de 2 mil profissionais. “Todos estão apreensivos. Temos família. Estamos na linha de frente, com risco de contaminação”, explicou Wevergton.

De acordo com o presidente do Sintss-MS (Sindicato dos Servidores da Seguridade Social em Mato Grosso do Sul), Ricardo Bueno, a campanha começou a circular nas redes sociais dos profissionais da saúde do Estado nesta quarta-feira.

O objetivo seria conscientizar as pessoas da importância do confinamento e evitar a sobrecarga das unidades de saúde, o que impactaria diretamente nos profissionais. “Se não tentarmos conscientizar que a gente também está em risco, as coisas vão ficar mais difíceis.

Muitos profissionais relataram preocupação com a quantidade de pessoas que estão circulando nas ruas, no transporte coletivo e estabelecimentos comerciais. “A população precisa entender que é necessário achatar a curva dos casos para ter uma capacidade de atendimento. Se vier tudo de uma vez, a gente não vai conseguir suportar”.

Profissionais do Hospital da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Mato Grosso do Sul) também aderiram à campanha. A unidade conta com 1.665 colaboradores em todo o estado, destes 70% são da área da saúde.

No Whastapp circula ainda convite para manifestar em favor dos profissionais da saúde. Como forma de gratidão, a população é convocada a fazer uma salva de aplausos na janela às 20h30, de sexta-feira.

PUBLICIDADE