PUBLICIDADE

Comissão tem até 05 de dezembro para definir quais cursos UEMS pode implantar em Corumbá

Rosana Nunes em 19 de Novembro de 2019

Divulgação/Câmara de Corumbá

Comissão foi definida em reunião realizada na Câmara

Comissão de trabalho instituída para debater com a sociedade pantaneira a implantação de unidade da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), em Corumbá, tem até o dia 05 de dezembro para apresentar o relatório final, com os cursos que deverão ser implantados na cidade.

O grupo se reuniu na segunda-feira, 18, na Câmara Municipal, para escolha dos membros da presidência, secretaria e relatoria. O encontro foi aberto pelo presidente da Câmara, vereador Roberto Gomes Façanha, que fez uma explanação sobre o processo e a importância do trabalho dos integrantes da comissão.

“Essa é mais uma etapa de um processo que vai definir quais os cursos serão mais importantes para Corumbá e Ladário, e que serão apresentados no dia 05 de dezembro”, informou, destacando que para esse dia, está marcado um novo encontro com o reitor Laércio Alves de Carvalho, para apresentação dos cursos sugeridos.

No encontro foi oficializada a indicação da professora Natalina Sierra A. Costa como presidente (já havia sido indicada pelo próprio reitor Laércio, por ser professora da UEMS). Como vice, foi escolhido o secretário Genilson Canavarros, de Educação de Corumbá.

A primeira secretaria está a cargo de José Gilberto Rozisca; Maria Eulina Rocha dos Santos, segunda, e Ednir de Paulo, terceira. Já a relatoria tem Rosangela Villa da Silva (primeira), Hedyl Benzi (segundo relator) e Daniel Mendes da Silva Filho (terceiro relator).

A comissão

A comissão de trabalho está composta por representes da Prefeitura de Corumbá, Genilson Canavarro e Luizio Espinoza (suplente); Câmara Municipal de Corumbá, José Gilberto Rozisca e José Roberto Santos Junior (suplente); UEMS, Natalina Sierra Costa e Wanda Faleiros (suplente); Sociedade Civil, Ednir de Paulo e Jonas Schabib Hany (suplente); Coordenadoria Regional de Educação de Corumbá, Maria Eulina Rocha dos Santos e Luciene Lemos de Campos (suplente); Assembleia Legislativa, Rosangela Villa da Silva e Cristiane Sahib Guimarães (suplente), e da Prefeitura de Ladário, Hedyl Marcos Benzi Filho e Daniel Mendes da Silva Filho (suplente).

A criação da comissão foi resultado da audiência pública que ocorreu no final de outubro, justamente para debater com a sociedade local, quais os cursos que serão implantados na UEMS. Façanha lembrou que a ideia é implantar a unidade já em 2020, com a realização do primeiro vestibular da Universidade Estadual em Corumbá.

“Essa comissão é que vai discutir, levantar as principais necessidades, para que tenhamos na cidade, cursos que realmente atendam os anseios da população, principalmente dos nossos estudantes das escolas públicas”, lembrou.

Disse que, em um primeiro momento, a Universidade funcionará em uma escola estadual que pode ser Gabriel Vandoni de Barros, “até que a Universidade construa sua sede própria em área que o prefeito Marcelo Iunes já anunciou sua viabilização”.

A vinda da UEMS para Corumbá, conforme afirmou o reitor durante a audiência, não será para ocupar espaços já existentes, “mas sim ampliar o sistema de oferta de cursos de graduação e pós-graduação”.

As informações são da assessoria de imprensa da Câmara Municipal. 

PUBLICIDADE