PUBLICIDADE

O eleitor quer reciprocidade dos eleitos

Coluna Ampla Visão, com Manoel Afonso em 09 de Novembro de 2018

ESTUDAR é preciso! A receita é extensiva aos detentores de mandato parlamentar. Sabedor disso - o deputado eleito João Henrique Catan (PR), advogado, está lendo obras pertinentes à administração pública. A propósito, nesta semana, o parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça ao projeto inconstitucional na Assembleia Legislativa provocou ‘chororô’ do autor e apoiadores. Despreparo ou populismo?

‘MICOS’  Um deles foi em 2.015. O deputado João Grandão (PT) e seu projeto que proibia  a atividade do sistema Uber no Estado. Sob pressão dos taxistas em plenário e com o corporativismo na Casa a matéria foi aprovada. Mas, o Governo vetou com o argumento legal: cabe a União legislar as diretrizes da política nacional de transportes.  Aliás, mico similar ocorreu na Câmara Municipal da Capital com o projeto  de Alex do PT e  Luiza Ribeiro (PPS), arquivado pela sua notória inconstitucionalidade.

APLAUSOS  É preciso sim abrir a caixa preta do ‘generoso’ BNDES. Relações  com Cuba pra que? Quando o Brasil receberá  os 680 milhões de dólares investidos no Porto de Muriel em Cuba?  O programa ‘Mais Médicos’ ajuda Cuba  e prejudica os médicos brasileiros. ‘Engraçado’: os petistas e seus artistas falam em golpe, fascismo e apoiam as Ditaduras de Cuba e Venezuela.. A TV Globo, a Folha de São Paulo, Ibope e ‘Data Folha’ desmoralizados nas urnas. A desmama das tetas oficiais vem aí.

PERA LÁ!!! Ficou para trás o tempo em que artistas de novelas e cantores eram tidos como ícones, intocáveis, dotados de grandes poderes para influenciar o pessoal do sofá da sala e atingir até a opinião pública. As redes sociais vieram para desmascarar esses artistas (inclusive os beneficiados com a Lei Rouanet). E mais: a esquerda perdeu a exclusividade das ruas. Derrotados, petistas conhecidos foram pra casa! Aleluia!

BELEZA!  Seu DNA é incrível: bisneta de Pedro Celestino que governou Mato Grosso nos anos 20 e neta do ex-governador Fernando Correa da Costa ( 1951/55 – 1961/66), a deputada Tereza Cristina ( DEM) comandará o Ministério da Agricultura, uma das pastas mais importantes do Governo. Bom para todos nós, ela entende do riscado. Vamos ficar por cima da carne seca.

DELAÇÃO? O seu pesadelo equivale ao do diagnóstico de câncer. Ouvi no saguão da Assembleia Legislativa comentários de que o ex-deputado federal Edson Giroto (PR) estaria emitindo sinais  de possível delação premiada. As informações da prisão onde está desde 08 de maio preocuparia muita gente. Afinal, o jogo de cartas cansa, a saudade da liberdade aumenta e a proximidade do Natal fomenta a depressão. Não há ‘Jesus’ que aguente!  Não é por acaso que o ex-ministro Pallocci (PT) abriu o bico. Ele também quer passar o Natal em casa.

EQUILÍBRIO  Sensata a opinião do deputado federal Fabio Trad (PSD) sobre o estilo de Bolsonaro (PSL).  Enxerga no futuro presidente muito mais o ‘ímpeto verbal’ do que propriamente a ‘tentação autoritária ou demonstração concreta antidemocrática’.  O deputado apoia a luta contra a corrupção, o enxugamento da máquina pública e a redução dos impostos, mas na hora de votar, adotará  o estilo ‘caso a caso’.

VERGONHOSA  a postura do Senado em aprovar o aumento dos vencimentos dos ministros do STF – às vésperas do novo Governo e com 14 milhões de desempregados no país. Uma bomba relógio para explodir em 2019. A sensibilidade do pessoal do STF lembra o elefante caminhando no jardim. O que esperar do Senado de tantas figuras investigadas por corrupção? Nestas horas há de se perguntar: para que mesmo serve o Senado?  

PEDRO DOBES  Os mais velhos se lembram dele. Vereador, deputado estadual (1987/91) pelo MDB. Morreu no aconchego da família, longe dos holofotes com os quais conviveu como  apresentador de TV. Foi em paz!  Preparado, decente, cordial nas relações, impunha pelo estilo sóbrio. Como disse o grande  Tristão de Atayde: “ O passado não é aquilo que passa, mas o que fica do que passou.”

FORTALECIDO  A ida da deputada Tereza Cristina para o Ministério da Agricultura beneficia o seu partido – DEM. Para melhorar ainda mais o astral partidário,  o vice-governador Murilo (DEM) decidiu pela participação pessoal no Governo, além de ser contemplado com outros cargos. No papo com os deputados Zé Teixeira (DEM) e  José Carlos Barbosa (DEM) senti otimismo para 2019. Vida que segue.

BAZUCA  Quando distantes, as eleições podem enganar como o fenômeno das ‘miragens’ no deserto. Aqui na Capital – entre delírios e elucubrações – alguns nomes citados como possíveis pré-candidatos a prefeito, ganhando espaço na mídia - nem sempre compensador. Mas hoje a proximidade dos executivos municipal e estadual  pode desembocar numa fortaleza eleitoral de grande poder de fogo. .  

CONCORRÊNCIA  Em tese, o PT teria o deputado Zeca  (76.465 votos ao Senado na Capital ) e o deputado Pedro Kemp (10.428 votos na Capital em 2018). Outro pretendente seria o promotor de justiça Harfouche (PSC) com 163.314 votos ao Senado só na Capital e Soraya Thronicke (PSL) com 156.697 votos ao Senado em Campo Grande. O Juiz Odilon (PDT) é outro ventilado. O MDB  não quer ser esquecido e o deputado Marcio Fernandes (5.778 votos na Capital)  se coloca à disposição. É o jogo, onde o eleitor não foi ainda consultado.

O CAMPEÃO  Dono de 78.390 votos; 39.896 na Capital, o deputado eleito capitão Contar (PSL) é um bom papo. Preparadíssimo na Academia de Agulhas Negras, firme nas suas posições e oxigenado no papo político. Confessou-me que não teve cabos eleitorais e visitou todas as cidades falando diretamente com a população. Não caiu de paraquedas e tem uma visão responsável do contexto nacional.

POR ANALOGIA  percebe-se: é  maldosa a imagem que setores da esquerda fazem dos nossos oficiais do Exercito Brasileiro. Não estamos mais na época do Duque de Caxias. A presença de militares em alguns pontos chaves da administração federal vai estancar a roubalheira dos últimos anos e devolver a confiança à população. Só um exemplo de irresponsabilidade: o PT implodiu nossos Correios que foi partidarizado.

OLHO VIVO  Durante a campanha, o eleitorado rejeitou a argumentação de que a vitória de Bolsonaro seria um retrocesso democrático e que cheirava Golpe Militar. Quanto mais o PT insistiu na tese, maior foi a comparação entre a lisura das gestões comandadas pelos militares e a corrupção patrocinada nos governos do PT. O que é a política: os militares voltando ao poder pelo voto democrático. Quem diria!!!

ALELUIA!   Com a decisão recente do STF, os Correios vão poder despedir empregados sem justa causa, sem processo administrativo, desde que apresente um motivo apenas. É como um empregado na iniciativa privada.  Abriu-se a porteira para estatais e outros setores oficiais dispensarem esse pessoal excedente que incha a folha. São muitas diretorias criadas na ETBC exatamente para abrigar a ‘cumpanheirada ’.

PEDRO CHAVES  O senador (PRB) aproveita e promove tratativas  importantes ao MS e MT. Relator do projeto sobre a política de gestão e conservação  do Pantanal, reabriu para discussão o projeto ao retirá-lo da pauta da Comissão de Meio Ambiente, dando assim espaço para novas colaborações de entidades e do setor produtivo. O resultado deste trabalho será a Lei do Pantanal  e a criação  do Fundo do Pantanal. A possível participação de Chaves no futuro governo estadual foi bem recebida pela opinião pública e setores da educação.  

E AGORA?  A OAB terá mesmo que prestar contas ao TCU - a exemplo de outros conselhos federais que congregam profissões diversas  Os 1,1 milhão de advogados movimentam  R$ 1,3 bilhão por ano com anuidades e taxas diversas. A entidade que posta-se como paladino da moralidade,  vigilante do Estado e Constituição, cobrando postura correta de terceiros, terá que dar bom exemplo em termos de transparência.

PENSANDO BEM... A corrupção no Brasil é proporcional ao ambiente e interesses financeiros. Aqui em Campo Grande os fiscais da Prefeitura que atuam nos terminais de ônibus cobrando propina de R$ 150,00 mensais. Lá no Rio de Janeiro os deputados estaduais cobrando entre R$ 100 mil  a R$ 900 mil  para aprovação de projetos. Pô! Tô lembrando do ex-ministro Zé Dirceu dizendo: “acabou a roubalheira no Brasil”.

UMA FIGURA!  Vereador mais votado nos últimos 20 anos em Goiânia ( 37.796 votos), o radialista Jorge Kajuru (PRP) foi eleito senador por Goiás com 1.557.415 votos, derrotando o ex-governador Marconi Pirilo (PSDB). Ele promete encontrar um ‘Sergio Moro’ para moralizar o futebol brasileiro e derrotar a tal bancada da bola. Deus te ouça!

“O MDB sempre fica com o primeiro (governo) que aparece.” ( Ayrton Batista Jr.)