PUBLICIDADE

Escola promove projeto e “aulão” para incentivar estudantes para o Enem

Leonardo Cabral em 19 de Novembro de 2021

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Aulão marcou encerramento de projeto voltado ao Enem na escola JGP

Às vésperas da realização da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a ansiedade toma conta dos estudantes. O exame será aplicado em dois dias, sendo o primeiro no domingo (21) e o segundo no dia 28 de novembro.

Para levar calma e deixar os candidatos um pouco mais relaxados, após intensa rotina de estudos, um “Aulão”, foi realizado com os alunos dos 3° anos, da Escola Estadual Júlia Gonçalves Passarinho, na tarde desta quinta-feira (18).  A unidade oferece ensino em tempo integral, através do programa “Escola da Autoria”.

A quadra de esportes foi palco para receber os estudantes, que formaram uma grande roda. Na discussão, apenas palavras de incentivo, bem como orientações por parte de professores, para que os alunos pudessem relaxar e manter a calma nessas horas que antecedem o exame.

Para a diretora da escola, Érica de Oliveira, esse momento é fundamental, ainda mais pelo fato de os alunos terem participado durante todo o ano letivo, mesmo com a psndemia, com aulas online, do Projeto "Foca no Enem JGP", que está em execução na unidade desde 2020 e que em 2021, voltou a ser presencial em agosto, quando as aulas retornaram.

“Com esse aulão, estamos encerrando o projeto com os alunos. Falamos de dicas gerais, sobre o que evitar na hora da prova, do horário de chegada, na verdade, um bate-papo. Dizemos que não é uma semana para se preocupar com conteúdo, mas sim de se tranquilizar, focar, respirar fundo e alongar, para que uma boa prova seja feita”, falou Érica que fez questão de frisar o envolvimento de todos os professores. “Mesmo com todas as atribuições, eles destinaram esse tempo para focar no Enem, incentivando e tirando dúvidas”, completou.

Ansiosos, mas confiantes

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Gessika Victória disse que o projeto ajudou muito e quer uma vaga no curso de Direito

A estudante Gessika Victória Andrade Teixeira, de 17 anos, que cursa o 3° ano do Ensino Médio e ainda Técnico em Jurídico, disse estar bem ansiosa, mas procura manter a tranquilidade. Para ela, o projeto "Foca no Enem JGP" e ao Aulão, foram essenciais em sua preparação.

“Eu senti que consegui melhorar muito bem o aprendizado, principalmente em Língua Portuguesa e na parte da Redação, que tinha muita dificuldade. Participar do projeto me ajudou e muito, percebi pelo meu rendimento dentro da sala de aula. Confesso que estou ansiosa, mas me preparei bem para o exame e com o Aulão que tivemos, também vai me ajudar a manter a calma e relaxar”, falou Gessika que está de “olho” em uma vaga no curso de Direito. “Quero fazer Direito, me apaixonei pela área. Antes queria Gastronomia, mas nesses três últimos anos, percebi que o Direito é a melhor opção”, falou ao Diário Corumbaense.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Paula recebendo o Kit Enem entregue pela escola

Seguindo o mesmo desejo da colega, Paula Victoria Mendes Lima, revelou que está bem confiante. “Vim para o JGP por causa do curso de Técnico em Jurídico, para já ir me familiarizando com a área. Sempre foi meu sonho, desde criança. Estou bem confiante e essa confiança se deu ainda mais devido à minha preparação, com as dicas do projeto e do Aulão que participamos, muito importante para que possamos manter bem o foco”, mencionou Paula.

Um pouco mais tímido, Kaio Marques de Almeida, de 17 anos, disse estar confiante em seu desejo profissional, que é cursar Engenharia de Software. “Faço o curso de Jogos Digitais. Aqui aprendi muita coisa e me ajudou no que queria para a minha vida profissional. O projeto e o Aulão, nos motivam ainda mais a ir em busca dos nossos objetivos”, expressou Kaio.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Kaio disse estar preparado e vai em busca de uma vaga em Engenharia de Software

No final do Aulão, todos os estudantes participaram de um alongamento com apoio de educadores físicos, e receberam um kit para ser usado na hora da prova. “É uma maneira que encontramos de levar incentivo ainda mais a eles. No kit temos caneta preta, máscaras, álcool em gel de bolso, mensagem motivacional e um chocolate, pois falam que dá energia e é isso que eles precisam na hora da prova”, disse a diretora Érica.  

“Foca no Enem JGP" e o “bicho papão”

O Foca no Enem visou a revisão de conteúdo, aplicando na rotina do estudante questões de diversos processos seletivos. A Escola da Autoria JGP também planejou aulas de Redação especiais para as cinco turmas de 3º Ano do Ensino Médio ativas na Unidade em 2021. Temida por muitos, a redação é considerada o “bicho papão” do exame, pois é com ela, que muitos alunos alcançam notas máximas para os cursos desejados.

Para as aulas de Redação foram preparadas técnicas especiais de leitura da proposta, organização de ideias, construção e organização de argumentos e reflexão social para a elaboração de uma conclusão humana.

Leonardo Cabral/ Diário Corumbaense

Alunos durante o encerramento do projeto no Aulão preparado pela escola

“Vimos a necessidade de dar suporte maior para alunos do 3° ano, com conteúdos específicos para o Enem, principalmente na área de redação. A redação cobrada no Enem é bem diferente dos parâmetros adotados na escola, curriculum normal. Nossa escola é de autoria, protagonista, ela trabalha no projeto de vida do aluno, com sonho do aluno, então o sonho de muitos dos nossos alunos é ingressar no curso superior. Uma das formas de darmos esse suporte foi através do projeto”, disse a mestre em Letras, Camila Cavalcante, coordenadora pedagógica da Escola da Autoria JGP e responsável pelas aulas de Redação.

Camila ainda mencionou que “as aulas de Redação foram pautadas em técnicas de leitura e escrita. Os alunos aprenderam a ler a prova, identificar os setores, onde foi frisado que o tema não é a preocupação dos estudantes, mas sim a elaboração de uma redação que contemple as cinco competências cobradas no Enem e foi isso que desenvolvemos”, pontuou. 

Patrícia Oliveira Acioly, coordenadora regional de Corumbá e Ladário- CRE-3, participou do Aulão e elogiou o projeto, pois para ela, além de ajudar os estudantes, mostra o caminho para a formação deles, como cidadãos.

“Esse projeto é importante, porque na pandemia, vimos que os alunos ficaram com uma baixa autoestima. Com o retorno presencial, o primeiro ponto foi o acolhimento dele na escola, depois, motivá-lo a ter projeto de vida, a estudar, pois o ensino superior tem que ser a realidade da família desse estudante, uma garantia de cidadania, formação profissional. O Aulão propicia igualdade como em escolas particulares que já têm essa prática, eles não são diferentes dos outros alunos, o conteúdo é o mesmo. Nosso objetivo maior é fazer com que eles acreditem no futuro, o Enem é uma porta de entrada para a formação deles como cidadãos”, frisou Patrícia Acioly.

A prova

O Enem será aplicado nos dias 21 e 28 de novembro para mais de 3 milhões de estudantes em todo o país, tanto na versão impressa quanto na digital.

No primeiro dia, os participantes farão as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No segundo, matemática e ciências da natureza.

O exame é usado para ingressar no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os resultados também podem ser usados para ingressar em instituições de ensino portuguesas que têm convênio com o Inep.

PUBLICIDADE