PUBLICIDADE

Com pró-reitora da UFGD, prefeito discute ampliação do ensino superior em Corumbá

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMC em 12 de Agosto de 2021

Renê Marcio Carneiro/PMC

Prefeito recebeu gestores da UFGD em seu gabinete

O prefeito Marcelo Iunes recebeu nesta quinta-feira, 12 de agosto, a visita institucional da pró-reitora de extensão da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGS), Gicelma Chacarosqui. “Tivemos uma reunião bastante proveitosa com a representante da UFGD, onde debatemos a realização de alguns convênios que podem favorecer diretamente o ensino superior público em nossa cidade”, afirmou o prefeito.

A gerente de Gestão de Políticas Educacionais, Maria Aparecida Dias de Moura, representou a Secretaria Municipal de Educação durante a agenda, que contou ainda com a presença do assessor especial Elbio dos Santos Mendonça e dos professores Silval Vicenzi e Henrique Duarte Romero, ambos da UFGD.

A Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) nasceu do desmembramento do Centro Universitário de Dourados, antigo CEUD, campi da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS. O CEUD, antes Centro Pedagógico de Dourados – CPD começou a funcionar no município em 1971 e passou a apresentar um elevado índice de crescimento, sobretudo nas décadas de 1980 e 1990.

Na década de 70, o campi de Dourados abrigava os cursos de História, Letras, Agronomia e Pedagogia. Em 1980, foram implantados os cursos de Geografia, Ciências Contábeis e Matemática. Em 1991, o Centro abriga o curso de Ciências Biológicas e nessa década começa a funcionar também o curso de Análise de Sistemas e os primeiros cursos de pós-graduação, o Mestrado em Agronomia e em História. Já em 2000, foram implantados os cursos de Medicina, Direito, Administração, os mestrados em Entomologia e Conservação da Biodiversidade e em Geografia e o primeiro doutorado da região, em Agronomia.

Em face dessa notável ampliação das atividades, tornou-se necessário promover a ampliação das instalações – sendo que, em conjugação com essa necessidade, começou a ganhar corpo a ideia da constituição, em Dourados, de uma cidade universitária, voltada ao ensino superior público, gratuito e de boa qualidade. O projeto então de Cidade Universitária ganhou amplo apoio da comunidade, das lideranças políticas de Dourados e das cidades vizinhas, e caminhou para sua plena concretização.

PUBLICIDADE