PUBLICIDADE

Em ato simbólico, Saúde de Corumbá imuniza as primeiras quatro pessoas contra a covid-19

Leonardo Cabral e Rosana Nunes em 19 de Janeiro de 2021

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Dona Leonídia Silva, do Asilo São José, a primeira a receber a vacina em Corumbá

A idosa Leonídia Silva, de 84 anos, que vive no Asilo São José, foi a primeira pessoa imunizada contra a covid-19, nesta terça-feira (19), em Corumbá. Em seguida, o líder indígena Severo Ferreira, de 80 anos, da etnia Guató; a enfermeira Maria Lúcia Braga, de 38 anos, que representou os profissionais da área da saúde do município e o diretor clínico do Hospital, médico Manoel João de Oliveira, de 58 anos, que desde o início da pandemia está na linha de frente do atendimento aos pacientes infectados. 

O ato simbólico de imunização foi no Centro de Saúde Doutor Moysés dos Reis Amaral, na Ladeira Cunha e Cruz, e contou com a presença do prefeito Marcelo Iunes e do secretário municipal de Saúde, Rogério Leite. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Médico Manoel João, na linha de frente do combate à covid desde o início da pandemia

O médico Manoel João definiu o momento como uma grande vitória. "Porque a gente viu muita tristeza durante esse tempo todo que tivemos que usar os protocolos mundiais para tratar os doentes. A covid-19  realmente é um monstro e a vacina é sempre a ciência na frente, por menor que seja a eficácia, a contribuição dela se não for na prevenção em si pelo menos na prevenção da mortalidade, que nos impacta. A chegada da vacina pra nós é uma esperança", disse ao Diário Corumbaense.

O médico também frisou que os cuidados de prevenção devem continuar. "Não é porque você é vacinado que tem que deixar de tomar as medidas de biossegurança porque mesmo com a vacina, muitas pessoas podem contrair o vírus de forma letal. Então, sem aglomeração, uso da máscara, do álcool em gel e manter o  distanciamento social", reforçou Manoel João, que contraiu o coronavírus trabalhando. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

A enfermeira Maria Lúcia atua na Santa Casa e no Pronto-Socorro

Já a enfermeira Maria Lúcia relembrou a luta enquanto profissional da saúde, junto aos pacientes que contraíram o vírus. “Estar aqui hoje, é uma emoção grande. É esperança que vem, não tem como definir literalmente, mas é um momento de felicidade imensa, não só para nós, como para todo o mundo. Espero que todos, todos mesmo sejam imunizados. Vacina para todos”, defendeu Maria Lúcia. 

Maria Lúcia é enfermeira do Centro Cirúrgico da Santa Casa e Coordenadora de Enfermagem da Urgência e Emergência do Pronto-Socorro. A este Diário, ela contou que também contraiu a doença

“Contraí a covid-19, no final de agosto do ano passado. Foram dias difíceis e fiquei em recuperação em casa. Tive todo o acompanhamento médico e só pensava em me recuperar logo para voltar a trabalhar. Esse momento aqui, dedico a todos os colegas da área que infelizmente perderam a luta para a doença e que a partir de hoje, como falei, seja de esperança”, disse a profissional da área de saúde. 

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Líder indígena, Severo Ferreira, também foi imunizado

As primeiras doses aplicadas em Corumbá fazem parte das 158 mil vacinas, destinadas a Mato Grosso do Sul, e que chegaram em Campo Grande, no avião da FAB (Força Área Brasileira) na tarde de segunda-feira (18).

A primeira remessa

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, Corumbá recebeu 2.768 doses da vacina, nesta primeira remessa. Desse total, 1.141 doses devem ser destinadas aos trabalhadores da saúde e 34 para trabalhadores da sala de vacinação. Trabalhadores das instituições de longa permanência de idosos em residências inclusivas são 15; pessoas idosas com 60 anos ou mais, residentes em instituições de longa permanência (como asilo) terão 90 doses destinadas; população indígena são 86; pessoas a partir de 18 anos de idade com deficiência, residentes em residências inclusivas (institucionalizadas) 18 doses, totalizando 1.384 pessoas vacinadas com duas doses. 

Ainda nesta terça-feira, duas equipes volantes de vacinadores e registradores vão ao Hospital para realizar a vacinação nos profissionais de saúde prioritários.

Na quarta-feira (20), quatro equipes volantes vão realizar a vacinação no Pronto-Socorro (URR e drive thru covid); UPA; Centro de Atendimento a Covid; Cassems e SAMU. A Saúde da Ladeira será ponto fixo na para os profissionais que não estarão no local de trabalho quando a equipe volante passar, informou a assessoria de comunicação da Prefeitura de Corumbá. (matéria editada para atualização do número de doses recebidas)

PUBLICIDADE