PUBLICIDADE

Anta é resgatada de área queimada na Serra do Amolar

Silvio Andrade, da Assecom Governo de MS em 12 de Outubro de 2020

Divulgação/Marinha

O animal está bem debilitado e com queimaduras nas patas e barriga

Uma anta adulta, pesando cerca de 170 quilos, foi resgatada no domingo (11) de uma área queimada na Serra do Amolar, Pantanal de Corumbá, e dependendo de sua recuperação será levada nesta segunda-feira (12) ou na terça-feira para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Selvagens), em Campo Grande.

O animal, com queimaduras nas patas e na barriga, foi encontrado por ribeirinhos em estado debilitado em uma lagoa ao fundo da pista de pouso da reserva Serra Negra, situada ao lado da comunidade da Serra do Amolar, distante 180 km de Corumbá pelo Rio Paraguai. O entorno da morraria do Amolar foi parcialmente queimado pelos incêndios que ocorrem na região.

“Os moradores de um sítio (2 Corações) avistaram a anta na sexta-feira (09), e acharam que as lesões eram superficiais, mas no outro dia observaram que ela estava muito debilitada e acionaram as organizações não-ambientais que atuam na região”, explicou o veterinário Diego Viana, do IHP (Instituto Homem Pantaneiro).

No domingo à tarde, depois de sedado, o animal foi trazido para Corumbá pelo helicóptero Super Cougar (UH-15), empregado pela Marinha na Operação Pantanal II. A aeronave estava retornando do Amolar, para onde transportou brigadistas, e foi acionada para resgatá-lo.

Atendimento

A anta foi encaminhada até o aeroporto de Corumbá, onde foi recebido por veterinários da Fundação Municipal de Meio Ambiente. Como o município não dispõe de estrutura para um tratamento intensivo ao animal, que inspira cuidados, ele será transportado pelo helicóptero da Marinha para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) em Campo Grande.  

PUBLICIDADE