PUBLICIDADE

Convênio permite que servidores da Prefeitura solicitem carência para empréstimos consignados

Da Redação em 16 de Maio de 2020

Divulgação

Assinatura de convênio com a Caixa aconteceu na sexta-feira

O prefeito de Corumbá, Marcelo Iunes, assinou na sexta-feira, 15 de maio, o convênio que permite aos servidores da Prefeitura, inclusive aposentados do Funprev, solicitar carência de 90 dias dos empréstimos consignados feitos junto a Caixa Econômica Federal.

“Fizemos um trabalho, junto com os bancos e com a Câmara de Vereadores, para que os servidores municipais tenham acesso a esse benefício, uma medida emergencial motivada pela pandemia da Covid-19”, afirmou o chefe do Executivo municipal.

O presidente da Câmara, Roberto Façanha, e o vereador Manoel Rodrigues, também participaram da assinatura do convênio, juntamente com o secretário municipal de Finanças e Gestão, Luiz Henrique Maia de Paula, o secretário de Governo, Cássio Augusto da Costa Marques, e representantes da Caixa na cidade.

O prazo de 90 dias vale para os contratos novos. Os servidores que já possuem empréstimos e quiserem aderir à carência precisam procurar a sede da Caixa, a partir de uma data que ainda será definida pelo banco, para serem enquadrados no benefício.

Banco do Brasil

Atendendo a solicitação feita em abril pela Prefeitura de Corumbá, o Banco do Brasil já implantou a carência de até 90 dias para o pagamento da primeira parcela dos empréstimos consignados, nos casos de contratação e renovação do contrato.

Para fazer jus às condições especiais, o servidor municipal precisa fazer a renovação de suas operações ativas no banco (ou de outros bacos mediante portabilidade) em qualquer canal de atendimento do BB (Autoatendimento, TAA, FALECOM/APP ou Agência).

O servidor poderá ainda optar pela liberação de mais recursos, caso tenha margem consignável disponível, ou pelo aumento da quantidade de parcelas para pagamento da operação, limitado ao prazo máximo de 96 meses. 

Com informações das assessorias de imprensa da PMC e da Câmara Municipal. 

Comentários:

Helmut Martines da Silva: Sabemos que os Senadores criaram e encaminharam PL's(Projeto de Lei) e todos tem em comum a preocupação com a vida dos funcionários públicos e privados, são casos de suspensão automática dos descontos em folha, por prazos que variam de no mínimo 90 dias e enquanto terminar essa fase de contaminação massiva; ou seja; se evita a ida do cidadão às Agências Bancárias. Mais o que me parece, "alguns" gerentes estão mais preocupados em "vender dinheiro", se aproveitando assim das necessidades da população. Espero que haja mais amor ao próximo e menos amor ao dinheiro.

PUBLICIDADE