PUBLICIDADE

Pesquisa aponta queda na intenção de compras na Páscoa deste ano

Leonardo Cabral em 07 de Abril de 2020

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Venda de ovos de chocolate sofrerão queda por causa da pandemia

Os gastos com presentes e comemoração na Páscoa, a exemplo de todo o País, terão queda em Corumbá e Ladário neste ano. É o que informa a pesquisa de intenção de compras para o período festivo, realizada pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio-MS (IPF/MS) e o Sebrae MS.

A pesquisa de Páscoa foi realizada entre os dias 02 e 10 de março deste ano. Porém, vale ressaltar que as pessoas são movidas por expectativas e de lá até o momento, houve aumento,s dos impactos do coronavírus. Por isso, foi realizada uma nova sondagem. As estimativas de movimentação financeira com a Páscoa em relação as iniciais caíram 9% em todo Estado, incluindo os dois municípios pantaneiros.

Ou seja, por conta do cenário, em Corumbá e Ladário, 75,85% das pessoas irão presentear alguém na Páscoa, com gastos de até R$ 106,80. Isso representa gasto total em 2020, de R$ 5.366.182, contra R$ 5.767.891 em 2019.

Já em relação as comemorações, também houve uma significativa queda. Para este ano, 19,25% dos entrevistados nas duas cidades, deverão celebrar a data, o que representa uma movimentação de R$ 1.653.494, tendo como gastos na comemoração, cerca de R$ 129,68. Se comparado com 2019, os gastos chegaram a atingir R$ 4.467.726, uma queda pouco mais de R$ 3 milhões.

Já em todo o Estado, a Páscoa poderá movimentar um total de R$ 136,08 milhões, 25% a menos que em 2019. O gasto médio com artigos pascais será de R$ 112,76, valor 14% menor que 2019.

Sugestões para enfrentar a crise da pandemia

Outro dado em evidência por causa da covid-19 é que 47% afirmam que pretendem não procurar os artigos em lojas físicas. E para reverter essa situação, a orientação de alguns economistas é para que o comerciante  abuse das redes sociais e também das entregas em domicílio para otimizar as vendas a distância, ofertando o produto.

Entre as dicas, está a transmissão de confiança ao consumidor acerca dos procedimentos preventivos, como gravar um vídeo demonstrando os cuidados com as embalagens até a entrega do produto. 

Peixe na mesa do consumidor

Essencial nesta época do ano, o peixe não poderá faltar na mesa das famílias, segundo 47% dos entrevistados, seguido pela carne para o churrasco (16%) e cerveja (9%).

Entre a preferência por pescado na mesa, o pacu lidera, com 25%. Logo depois, vem o pintado, com 22% e tilápia com 15%.

A pesquisa de intenção de consumo para a Páscoa foi realizada entre os dias 02 e 10 de março, com 1.692 pessoas e refeita dia 17 de março, com 150 pessoas nas cidades de Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas. É uma parceria entre IPF MS, Fecomércio MS e Sebrae MS.

As margens de erro variaram entre 5% e 6%, para viabilizar a pesquisa, que teve a aplicação de 1.692 questionários semiestruturados (com perguntas abertas e fechadas) – perfil, comportamento e gastos, de 02 e 10 de março. A pesquisa tem margem de 95% de confiança.

PUBLICIDADE