PUBLICIDADE

Polícia de Bauru prende três bolivianas que saíram da fronteira com cocaína

Leonardo Cabral em 16 de Outubro de 2019

Divulgação Polícia Rodoviária/Bauru

Com as bolivianas abordadas na rodovia Marechal Rondon foram apreendidos oito tabletes de pasta base

Após a prisão de uma boliviana, de 33 anos, no Posto Esdras, fronteira entre Brasil e Bolívia, no último domingo (13), mais três mulheres da mesma nacionalidade foram presas na rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Bauru (SP).

A primeira estrangeira presa em Corumbá por equipes da Receita Federal e policiais militares com 4 quilos de cocaína, revelou em depoimento à Polícia Federal, que foi contratada para levar a droga de Santa Cruz de La Sierra a Puerto Quijarro, na Bolívia e de lá até Corumbá. O destino final seria as cidades paulistas de Bauru e Presidente Prudente.

Por conta das informações fornecidas pela detida, conforme o G1 Bauru e Marília, a Polícia Rodoviária Federal, abordou um ônibus que vinha de Presidente Prudente e prendeu as três bolivianas com oito tabletes de pasta base de cocaína na bagagem.

Elas foram autuadas em flagrante e encaminhadas para a Penitenciária de Pirajuí. O peso da cocaína apreendida não foi informado pela Polícia daquele Estado. 

Divulgação

Boliviana e brasileira presas no Posto Esdras, em Corumbá na última semana

Brasileira também foi presa no Esdras 

Dois dias antes, na sexta-feira (11), antes da prisão da boliviana, uma brasileira de 24 anos, foi detida também por tráfico de drogas no Posto Esdras.

Ela tentou entrar em um táxi boliviano em Corumbá. Ao ser abordada, apresentou nervosismo e na revista pessoal, a fiscalização constatou que ela carregava presos ao corpo quatro quilos de cocaína. A mulher afirmou que receberia R$ 4.000,00 para levar a droga até Campo Grande.

PUBLICIDADE