PUBLICIDADE

17º Batalhão de Fronteira celebra aniversário e Dia da Infantaria

Camila Cavalcante em 24 de Maio de 2011

Fotos: Anderson Gallo/Diário Online

Cerimônia no quartel do 17º BFron reuniu militares e convidados

Militares prestaram homenagens ao brigadeiro Antônio de Sampaio

Na manhã desta terça-feira, 24 de maio, o 17º Batalhão de Fronteira Antônio Maria Coelho celebrou, através de uma formatura realizada na sede da corporação, duas datas significativas: O Dia da Infantaria, comemorado hoje 24 de maio, e o aniversário do 17º Batalhão de Fronteira, em 14 de maio.

"O objetivo principal desta celebração é comemorar o Dia da Infantaria e por consequência, reverenciar a figura do brigadeiro Antônio de Sampaio, em heróica guerra do Paraguai e patrono da arma de Infantaria. Suas maiores virtudes foram o patriotismo e a coragem que o impulsionaram a lutar de maneira destacada na maioria das campanhas de manutenção da integridade territorial brasileira e das que revidaram às agressões externas nas fases do Império. Comemoramos também o aniversário do 17º Batalhão de Fronteira. Registramos o respeito, admiração e orgulho pelos infantes de hoje e de ontem, que nos mais distintos instantes neste país, e fora dele, trabalharam, lutaram e continuam a trabalhar com competência, como exemplo, os infantes que atuaram nas forças expedicionárias brasileiras e nos dias atuais, os que estão no Haiti. No caso específico, da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, nossos reconhecimentos aos infantes que vigiam e defendem a nossa fronteira", ressaltou o general de brigada Carlos Sardinha, comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira.

A cerimônia teve uma hora de duração e contou com a presença do efetivo militar e de convidados civis. O Dia da Infantaria é uma homenagem ao brigadeiro Antônio de Sampaio, nascido em 24 de maio de 1810, na cidade de Tamboril, Estado do Ceará. Ele teve atuação destacada por ser capacitado e corajoso, inteiramente dedicado à vida militar. Exemplo de exponencial bravura, foi consagrado Patrono da Arma de Infantaria do Exército Brasileiro, em 1940, pelo então presidente da República Getúlio Vargas.

A história

Atualmente, com 804 militares, o 17º Batalhão de Fronteira - Batalhão Antônio Maria Coelho, completou no dia 14 de maio, 169 anos de criação. De acordo com o histórico da instituição, as origens do atual 17º Batalhão de Fronteira, remontam a 14 de maio de 1842, data da criação do Corpo Provisório de Caçadores de Minas Gerais, na cidade de Ouro Preto. Iniciada a Guerra da Tríplice Aliança, a fusão do Corpo Provisório de Minas Gerais com o de São Paulo, em 28 de junho de 1865, ativou o 21º Batalhão de Caçadores, Unidade essa que teria destacada atuação como integrante da Coluna Expedicionária de Mato Grosso sob o comando do coronel Camisão. Em 21 de abril de 1867, o 21º BC transpôs o ria Apa, penetrando no território paraguaio. Foi marcante o desempenho do heróico Batalhão nos combates de Laguna (07 de maio), Bela Vista (08 de maio) e Machorra (11 de maio).

A partir destas memoráveis vitórias, o 21º BC viveu a epopéia da "Retirada de Laguna", tendo enfrentado as maiores provações com dignidade e valor.
Ainda no decurso da guerra, em 22 de fevereiro de 1870, o 21º BC aportou em Corumbá para vigiar a calha do rio Paraguai até o Forte de Coimbra. Em 1871, o major Júlio Anacleto Falcão da Frota, mais tarde promovido a Marechal de Campo, concluiu a construção do Forte Junqueira, assim denominado em homenagem ao ministro da Guerra da época.

"O 17º Batalhão de Fronteira comemora uma data muito significativa para a corporação, pois são 169 anos de existência, e destes, são 140 anos em Corumbá. São poucas unidades do Exército que possuem um tempo de guarnição na sede, como nós temos em Corumbá. O Batalhão de Fronteira e de Infantaria tem a missão de vigilância estratégica. Somos os primeiros homens que se encontram na linha de fronteira, onde junto com as forças auxiliares, combatemos os ilícitos transfronteiriços e crimes ambientais. Podemos destacar também o auxílio para contribuição do desenvolvimento social do país, como é o caso do nosso batalhão, que está sempre envolvido no combate à dengue e em outras ações que necessitarem de nosso apoio", enfatizou o comandante do 17º Batalhão de Fronteira, coronel Marcelo Dutra de Oliveira.

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, que participou da cerimônia, destacou a importância e a colaboração da corporação no município. "São 169 anos, contribuindo com as várias missões na comunidade. Eles sempre contribuíram com ações sociais e de saúde na região e representam um papel muito importante para a cidade. Temos a satisfação de parabenizá-los e participarmos desta comemoração", concluiu.

Comentários:

Nélio: Essa é mais uma prova de que ainda existem motivos para nos orgulharmos do nosso Brasil.

v.r.vargas: SALVE A INFANTARIA RAINHA DAS ARMAS, BRASIL, PANTANAL, FRONTEIRA!!!

PUBLICIDADE