PUBLICIDADE

Homem é baleado na rua, entra em escola para pedir socorro, mas não resiste e morre

Leonardo Cabral em 22 de Outubro de 2021

Foto enviada ao Diário Corumbaense

Vítima entrou na escola e morreu próximo a quadra de esportes

Luciano Jorge Rondon Fernandes, de 25 anos, morreu após ser baleado por volta das 17h25 desta sexta-feira (22), no bairro Dom Bosco, em Corumbá. 

A Polícia Militar informou que a vítima estava na rua, quando foi atingida por disparo de arma de fogo e  entrou na escola estadual Dom Bosco, pedindo socorro, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. Antes, Luciano chegou a dizer à guarnição que quem atirou nele foi um indivíduo conhecido como "Choquinho". Essa informação consta no boletim de ocorrência, o qual a reportagem teve acesso. 

A Secretaria Estadual de Educação (SED), reforçou ao Diário Corumbaense que a vítima não é estudante da escola e que o fato “aconteceu no momento da abertura dos portões do encerramento das atividades da unidade de ensino. O rapaz foi baleado, entrou no ambiente da escola para pedir socorro, já agonizando, mas acabou não resistindo aos ferimentos”.

Ainda conforme a SED, o gestor da escola acionou o socorro, comparecendo a equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que constatou que Luciano teve parada cardíaca. Ainda foram feitos os procedimentos de reanimação, mas a vítima não reagiu e morreu ao lado da quadra de esportes da escola.

O delegado plantonista da Polícia Civil, Luca Venditto Basso, revelou a este Diário, que a vítima entrou de fato, para pedir ajuda na escola e foi atingida por um disparo na região do tórax. A Polícia Civil  investiga a autoria e a motivação do crime.

PUBLICIDADE