PUBLICIDADE

Cão sofre maus-tratos e grupo faz "vaquinha online" para pagar custos do tratamento

Leonardo Cabral em 17 de Abril de 2021

Diário Corumbaense

Animal foi agredido e grupo de amigos se juntou para realizar vaquinha online

Após se comover com a história de Boby, um cão que sofreu maus-tratos, grupo de pessoas, que ajudaram no atendimento ao animal, se uniram para organizar uma "vaquinha online".

Todo o dinheiro arrecadado será revertido para custear o tratamento estimado em pouco mais de R$ 2 mil,  com exames, internação, medicamentos e uma possível cirurgia. Boby sofreu lesão contusa, causada possivelmente por um pedaço de pau e ainda perfuração em uma das pernas, por objeto cortante, conforme apontou a Perícia da Polícia Civil.

Boby tem pouco mais de 10 anos e depois da agressão está sem andar. Consegue se locomover apenas se arrastando, conforme contou a proprietária dele, Telma da Silva Costa, moradora do bairro Aeroporto, que acusa o vizinho, de 63 anos, de ser o autor da agressão.

Ela contou ao Diário Corumbaense que tudo aconteceu na noite do dia 07 de abril. “Estávamos em casa, quando vimos o Boby vir se arrastando pelo chão, gemendo de dor. Observamos que ele vinha da direção da casa de um vizinho, única que tem em frente da nossa residência, e fomos perguntar o que havia ocorrido, quando então desconfiamos que ele tinha sido agredido por ele”, contou.

Ela ainda disse que nunca teve desavença com o vizinho, e, que, inclusive sempre que podia, ela e a família estavam com ele. “Ele nos chamava para tomar tereré e até mesmo cerveja ou ficávamos na frente da casa dele conversando. Acredito que o Boby tenha sido agredido quando cruzou com a cadela dele e, então, ele se aproveitou do momento para bater e ainda perfurar o meu cachorro. A cadela está no cio e os outros cães aqui da localidade estavam rodeando a casa dele”, falou mencionando que Boby tem uma perfuração próximo a uma das pernas.

Após receber os golpes, Boby voltou para casa e desde então não consegue andar. Porém, ao perceber que se tratava de ferimentos graves, de imediato Telma acionou um veterinário.

“O veterinário veio em casa e avaliou o Boby, por três dias seguidos. Ele recebeu doses de injeção e agora, tudo indica que ele tenha que passar por uma cirurgia. Mesmo com os dias que passaram, ele ainda geme de dor. É revoltante, sentimento de tristeza em vê-lo assim, como alguém pode fazer isso”, desabafou Telma que também registrou o caso na 1ª Delegacia de Polícia Civil.

Vaquinha online

Comovidas com a situação de Boby, algumas pessoas se mobilizaram para realizar uma vaquinha online para custear o tratamento do cão, que foi levado na sexta-feira, 16 de abril, por alguns envolvidos na campanha, para nova avaliação de médico veterinário.

Até o momento, é preciso arrecadar R$ 1.870,00, valor estipulado para a primeira fase de tratamento de Boby, que já está orçado, fora o acréscimo da taxa do site, cujo valor total é de R$ 2.045,00.

Ao atingir o valor, a vaquinha online será paralisada e, logo em seguida, dependendo do que será necessário para o tratamento, como um procedimento cirúrgico, a vaquinha online será reaberta. 

Diário Corumbaense

Pelos golpes que levou, Boby não consegue andar e sente muita dor

Conforme o médico veterinário, Bruno Sigarini, Boby vai ficar internado e terá que passar por alguns exames.

“A princípio foi notado uma fratura, porém, só exames para confirmar. Ele terá que realizar radiografia de imagem, ultrassom e um check-up geral. Além disso, há um processo infeccioso grave e ele deve permanecer internado pelo menos uns 15 dias, tomando medicamentos”, afirmou.

O caso

Na Polícia Civil, o caso foi registrado como “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. O delegado responsável, Willian Rodrigues, disse a este Diário, que o vizinho da dona de Boby, acusado de agredir o animal, foi indiciado por maus-tratos.

“É previsto na lei de crimes ambientais com pena que pode chegar de dois a cinco anos de prisão, em caso de condenação”, explicou. Ele não foi preso porque não houve o flagrante.

Como doar

Para realizar a doação, é necessário acessar o link : https://www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-veterinario-para-o-bob-karla-goncalves-da-cruz . Logo depois é só clicar em contribuir, no lado direito da tela e postar o valor desejado.

Já quem quiser realizar outro tipo de doação, como ração ou qualquer outro pertence que possa ser útil a Boby, é só ir até a Clínica Veterinária, na rua Firmo de Matos, número 956, Centro.

PUBLICIDADE