PUBLICIDADE

Polícia Militar implanta Programa Mulher Segura em Corumbá e Ladário

Leonardo Cabral em 07 de Agosto de 2020

Divulgação/6º BPM

PM lança em Corumbá e Ladário programa para combater violência contra a mulher

Corumbá e Ladário passam a contar com o Programa Mulher Segura (Promuse), implantado na região pela Polícia Militar, por meio do 6° Batalhão. Um dos objetivos é a fiscalização do cumprimento das medidas de proteção de urgência (MPU), espedidas pelo Judiciário para mulheres vítimas de violência doméstica.

O programa chega nas duas cidades com base em estudos estatísticos, no atendimento diário de ocorrências de violência doméstica e a percepção de que um trabalho preventivo e direcionado a estas mulheres, contribui para a redução desse tipo de atendimento, bem como auxilia diretamente as pessoas envolvidas.

Se durante as visita da equipe for flagrado o descumprimento de medidas protetivas, o autor será imediatamente preso e conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

Capacitação celebra 14 anos da Lei Maria da Penha

Divulgação/6º BPM

Capacitação já teve início para atuação das equipes

As equipes selecionadas já receberam os treinamentos iniciais e ainda terão outras capacitações. Nesta sexta-feira (07), dia em que se comemora os quatorze anos da Lei Maria da Penha, a Equipe do Promuse participou de palestras de capacitação e aprimoramento no atendimento às vítimas de violência doméstica, além de entender as especificidades das mulheres que sofrem violência.

As palestras tiveram como tema a Violência Doméstica em região de fronteira e a importância do trabalho da rede de enfrentamento a violência doméstica.

Para ministrar os temas foram convidadas a professora doutora Claúdia Araújo de Lima, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, que coordena o núcleo de estudos e pesquisas interdisciplinares - NEPI/ Pantanal e atua nas áreas de Educação Social, Direitos Humanos, Violência baseadas no gênero, estudos sobre feminicídios e pessoas em situações de vulnerabilidade e Wania Alecrim, pedagoga que atua em projetos voltados à defesa da mulher.

A equipe iniciou os trabalhos na primeira semana de agosto e irá participar de outras capacitações para atender de forma qualificada e assim garantir a proteção das mulheres que sofrem violência doméstica. 

Apurado pelo Diário Corumbaense, de janeiro até esta sexta (07) já foram contabilizadas 126 ocorrências contra mulheres, na Delegacia da Polícia Militar.  

PUBLICIDADE