PUBLICIDADE

Pistoleiro, contrabandista e aliado de Beira-Mar ganham auxilio emergencial

Campo Grande News em 01 de Junho de 2020

Divulgação

Juanil Miranda da Silva e Léo Playboy, estão na lista de beneficiados, assim como Pingo e Nêgo Charias

Foragidos e no rol dos mais perigosos do Brasil, o pistoleiro Juanil Miranda Lima, o contrabandista Fábio Costa, o traficante Leomar Oliveira Barbosa e o assaltante de banco Leandro Charias da Silva também aparecem numa lista escandalosa: dos onze criminosos mais procurados do País que receberam auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal. Sim, esse benefício que para grande parcela da população está há meses “em análise”.

A liberação do pagamento para metade dos 22 mais procurados do Brasil foi divulgada ontem à noite pelo Fantástico, exibido pela Rede Globo. Nesta segunda-feira (dia primeiro), o Campo Grande News consultou o portal da Caixa em que é possível acompanhar a situação do auxílio.

A reportagem verificou que o pagamento da segunda parcela para Juanil Miranda e Fábio Costa seria creditado em 26 de maio ou, outra opção, seria o saque do dinheiro a partir de 13 de junho. Eles são nascidos, respectivamente, em novembro e dezembro, por isso, conforme o calendário da Caixa, os pagamentos são nas mesmas datas.

Nascido em maio, Leandro Charias teria acesso ao crédito em 22 de maio, caso preferisse sacar, o dinheiro fica disponível a partir de 04 de junho. 

A reportagem verificou também que numa rápida pesquisa na Lista de Procurados, divulgada pelo Ministério da Justiça, é possível reunir também todos os dados solicitados pelo sistema: nome do beneficiado, nome da mãe, data de nascimento e CPF (Cadastro de Pessoa Física). Desta forma, há uma porta aberta para fraudes e os dados pessoais podem ser usados por golpistas.

Pistoleiro e Máfia do Cigarro

Juanil Miranda Lima, 43 anos, está foragido desde abril do ano passado e foi denunciado como responsável pela execução, por engano, do estudante Matheus Coutinho Xavier, 20 anos.

O ex-policial militar do Mato Grosso do Sul Fabio Costa, chamado de “Pingo” ou “Japonês”, é suspeito de corromper agentes públicos para assegurar a passagem de cargas de cigarro contrabandeado pelas estradas.

Túnel do Banco do Brasil

Natural de São Paulo, Leandro Charias da Silva, o “Nêgo Charia”, tem mandado de prisão expedido pela Justiça paulista, mas participou de roubos e tentativas de furto, incluindo o túnel para acesso ao cofre do Banco do Brasil, em Campo Grande.

De acordo com o delegado do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), João Paulo Sartori, o foragido participou de quatro roubos a banco entre 2016 e 2018. Dois foram à Caixa Econômica Federal. Numa das ações, na agência do Jardim Tijuca, foram levados R$ 250 mil.

As investigações sobre a Caixa foram remetidas à PF (Polícia Federal) por se tratar de empresa pública do governo federal. Pela participação no grupo que planejou furtar uma fortuna do cofre do Banco do Brasil, o Garras chegou a fazer diligências em São Paulo, mas sem sucesso.

Fantástico

Conforme o programa dominical, outro foragido que teve o auxílio concedido é Leomar de Oliveira Barbosa, o Léo Playboy, condenado a 36 anos de prisão.

Nascido em Ponta Porã, ele é definido como “membro da maior facção criminosa do Rio de Janeiro, possui conexão com as Farc [Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia] e foi braço direito de Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar”. A facção é CV (Comando Vermelho).

A reportagem solicitou informações ao TCU (Tribunal de Contas da União) e não recebeu resposta até a publicação da matéria. 

Comentários:

JULIO ANDERSON BALDUENO: Isso é inadmissível, eu professor desempregado por ter ultrapassado o teto de valores a ser declarado em 2018 fiquei sem ter direito de receber, agora homens criminosos que só cooperam para afundar ainda mais esse país tiveram suas solicitações aprovadas. Brasil ...realmente um país de todos...mas todos que não fazem jus por ele. aff....Me sentindo revoltado.

PUBLICIDADE