PUBLICIDADE

Banhistas ignoram alerta de isolamento social e passam tarde na prainha do Porto Geral

Rosana Nunes em 22 de Março de 2020

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Grupo de pessoas ignorou o apelo para ficar em casa e passou a tarde na prainha

Um dos principais pontos turísticos de Corumbá, o Porto Geral também é o lugar preferido de muita gente nos fins de semana de calor. Crianças e adultos geralmente se aglomeram na "prainha" para tomar banho, não levando em conta o alerta do Corpo de Bombeiros de que o local é perigoso para essa prática.

Mas, em tempo de coronavírus, em que é recomendado o isolamento social, que as pessoas fiquem em casa, alguns ignoraram a pandemia e "aproveitaram" a tarde de sol e calor. O movimento foi visto somente na prainha. A praça da orla, que também costuma ficar cheia, felizmente estava vazia.

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Praça da orla portuária, que também recebe grande número de pessoas nos fins de semana, estava vazia

Toque de recolher

A Prefeitura do município pantaneiro reconheceu situação de emergência para enfrentamento da pandemia mundial da Covid-19 e tomou outras medidas mais rígidas. A partir deste domingo (22), começa o toque de recolher, das 20h até às 04h do dia seguinte no perímetro urbano, por tempo indeterminado. A Secretaria Municipal de Segurança Pública fica responsável pelo cumprimento da determinação, podendo, inclusive, atuar em conjunto com a Polícia Militar.

Também fica estabelecido o horário de funcionamento do comércio, das 08h até as 16h, exceto farmácias, supermercados, clínicas médicas, serviços de entrega domiciliar de alimentos e mercadorias devidamente identificados, e postos de combustíveis, exclusivamente para abastecimento de veículos.

Em relação aos serviços de entrega de alimentos (delivery), o secretário de Governo, Cássio Costa Marques, esclareceu que eles encerram a partir do toque de recolher. "Após às 20h encerram-se todos os tipos de atividade, inclusive a circulação de entregadores. Adequações que se fizerem necessárias, iremos fazer, mas o momento agora é de sermos firmes nessa posição", afirmou. 

Mato Grosso do Sul já tem 21 casos confirmados de coronavírus: dezenove em Campo Grande, um em Sidrolândia e um em Ponta Porã. Corumbá tem três casos suspeitos da doença sob investigação, segundo boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado no fim da tarde. 

Comentários:

Márcio Ibáñez de Miranda: Boa tarde, vivemos aqui na España já faz 3 anos, estamos passando por esta situação de Coronavírus de perto, vendo muitos morrerem, já estamos em quarentena 15 dias e o presidente decreto mais 15 que estiver nas ruas sem permissão paga multa até 500€ ou prisão. O povo brasileiro tem que levar mais a sério as decisões das autoridades e médicos porque sinto muito em dizer isso mais vai morrer muitos aí como aqui estão morrendo, brasileiros por favor atendam às autoridades quem sabe salvarão alguns.

José Mendes: Acredito e tenho fé que Corumbá ainda não tenha essa praga devido ao respeito de muitos. Mas se começar, vai ser por causa de poucos irresponsáveis e inúteis. Que acham que a doença não pode chegar aqui.

José Marques de Souza: É inacreditável a falta de respeito por parte de alguns cidadãos. Se surgiram leis, regulamentos para prevenção, tem que ser cumprido. Infelizmente, existem uma parcela sem conscientização.

PUBLICIDADE