PUBLICIDADE

Prefeitura interdita praça do Generoso e apura responsabilidades sobre manutenção de brinquedos

Da Redação com assessoria da PMC em 14 de Fevereiro de 2020

A Prefeitura de Corumbá instaurou procedimento para apurar responsabilidades em relação à manutenção dos brinquedos da praça do bairro Generoso, onde na noite da quinta-feira, 13 de fevereiro, uma criança de três anos morreu após um escorregador ter caído sobre ela. O Município iniciou vistoria emergencial em todas as praças públicas para atestar as condições de segurança de cada um destes locais e promover as interdições que se mostrarem necessárias.

Renê Marcio Carneiro/PMC

Secretário Ricardo Ametlla e equipe durante reunião que definiu interdição e ações de vistoria

“Por determinação imediata do prefeito Marcelo Iunes, nosso setor jurídico promoveu abertura de procedimento interno de investigação para apurarmos todos os fatos e as devidas responsabilidades. Já estamos verificando as condições de segurança e interditando aquelas praças que não atenderem essas normas. A Prefeitura executa a manutenção das praças ao longo de todo o ano”, explicou o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Ricardo Ametlla. “É um dia triste para todos nós, aconteceu uma tragédia e estamos apurando as responsabilidades”, completou o secretário.

A praça do bairro Generoso vai ser interditada para que o espaço tenha garantido a segurança para todos. “Após a orientação do prefeito, reunimos as equipes da Secretaria e formalizamos as ações de vistorias e do processo jurídico interno”, ressaltou Ametlla.

Ainda de acordo com ele, a secretaria mantém uma rotina de revisão e manutenção em todas as praças da cidade. “Temos essa previsão de revisão e avaliação de todas as nossas praças. Vamos agilizar os serviços de avaliação das praças para que possamos garantir segurança”, reforçou o secretário de Infraestrutura ao enfatizar a existência de um cronograma de vistorias e manutenção.

Ricardo Ametlla lembrou que mesmo com os serviços do Município, muitos bens públicos sofrem com atos de vandalismo. “Não justifica o fato, mas temos observado muito vandalismo nos espaços públicos. Não comentamos isso para efeito de justificar essa tragédia, de maneira nenhuma. Tivemos notícias de que uma grande quantidade de fiação da Praça da Independência foi furtada e, quando isso acontece, deixa fios expostos e aumentando os riscos à população. Na quinta-feira, houve ação de vândalos que, praticamente, destruíram as estátuas da Via Sacra do Morro do Cruzeiro. O município tem sofrido com essa parte do vandalismo. Mas, volto a dizer, que não se justifica essa tragédia. É com muita dor e pesar que lamentamos o que aconteceu com a criança e nos solidarizamos com a família”, finalizou.

Estela Lopes brincava com outras crianças na praça do bairro Generoso, quando foi atingida na cabeça por parte da estrutura de madeira do escorregador. A menina foi socorrida e seria transferida para Campo Grande, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de hoje, no Centro de Tratamento Intensivo da Santa Casa.

PUBLICIDADE